UNICEF quer que as crianças sejam uma prioridade dos políticos em Portugal

Beatriz Imperatori, da UNICEF, sublinha que esta não deve ser uma preocupação apenas do Governo ou de um partido em particular, mas sim de toda a classe: "tem de ser consensual".

A UNICEF quer que os partidos deem mais atenção às crianças. Por esse motivo, o Fundo das Nações Unidas para a Infância acaba de lançar a campanha #VOTOPORTODASASCRIANÇAS, na qual os interessados podem subscrever uma carta, que será entregue automaticamente aos partidos políticos.

A diretora executiva da UNICEF, Beatriz Imperatori, explica à TSF que há 1,8 milhões de crianças no país e que os partidos se devem "mobilizar pelas crianças que vivem em Portugal" e que "nas políticas futuras e nos programas futuros dos responsáveis políticos as prioridades para as crianças constem".

Beatriz Imperatori sublinha que esta não deve ser uma preocupação apenas do Governo ou de um partido em particular, mas sim de toda a classe: "tem de ser consensual".

A carta pode ser enviada através do site da UNICEF.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de