Vacinas oferecidas por Portugal chegam a Díli a 20 de julho

O Governo português assumiu o compromisso de afetar aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor-Leste 5% das vacinas adquiridas por Portugal.

Um lote de 12 mil vacinas da AstraZeneca oferecido por Portugal, o primeiro de outros carregamentos, chega a Díli na próxima semana, num voo direto de Lisboa, disse à Lusa o embaixador português em Díli.

"Está prevista a chegada no próximo voo da EuroAtlantic das 12 mil vacinas doadas por Portugal para apoio ao processo de vacinação, no âmbito do apoio aos PALOP e a Timor-Leste", explicou José Pedro Machado Vieira.

A oferta de vacinas já tinha sido anunciada anteriormente pelo Governo português, com vacinas a serem enviadas para São Tomé e Príncipe e, agora, para Timor-Leste.

O diplomata disse que o programa de apoio com vacinas se prolonga pelo segundo semestre deste ano, não havendo ainda detalhes sobre quantidades e datas de envio de mais vacinas para Timor-Leste.

Recorde-se que o Governo português assumiu o compromisso de afetar aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste 5% das vacinas adquiridas por Portugal.

Além do apoio com as vacinas, e no âmbito da assistência ao combate à Covid-19 em Timor-Leste, Portugal através do Camões, deverá assinar em breve um memorando de entendimento com o Ministério da Saúde e com a UNICEF.

"Trata-se de uma contribuição extraordinária para comprar equipamento de proteção pessoal e concentradores de oxigénio, equipamento solicitado pelo Ministério da Saúde", referiu o embaixador.

"A UNICEF fica responsável pelo aprovisionamento do equipamento no valor de cerca de 90 mil dólares", notou.

Portugal vai igualmente reforçar o programa de assistência à resposta às cheias de abril, depois de contributos iniciais, para necessidades básicas, no valor de cerca de 100 mil euros.

"Na sequência de várias reuniões no plano de resposta às cheias, com autoridades locais, anunciámos já (...) uma contribuição adicional de Portugal de 125 mil euros", disse.

"Vamos coordenar com o Governo de Timor-Leste para escolher onde o dinheiro será aplicado, tendo em contas as necessidades no momento", disse.

No que se refere à vacinação, até 10 de julho, Timor-Leste já recebeu quase 400 mil vacinas, cerca de 300 mil da AstraZeneca provenientes do mecanismo Covax e da Austrália e 100 mil da Sinovac, oferecidas pela China.

Na próxima semana chegam as primeiras 12 mil vacinas oferecidas por Portugal.

A nível nacional, 230.175 pessoas (30,5% da população com mais de 18 anos) já receberam a primeira dose e 31.369 pessoas (4,2%) já completaram a vacinação.

No Município de Díli, já foi administrada a primeira dose da vacina a a cerca de 58% da população com mais de 18 anos e já têm as duas doses cerca de 9%.

Timor-Leste tem atualmente 902 casos ativos em todo o país, com casos de infeção em todos os municípios menos em Liquiçá e Manufahi, com 9.823 casos e 25 mortes registadas desde o início da pandemia.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de