Dez mortos em ataque "com motivações raciais" num supermercado nos EUA

Atirador, vestido com um equipamento militar, transmitiu o ataque em direto para a internet. FBI já está a investigar o caso.

Dez pessoas morreram e três ficaram feridas na sequência de um ataque num supermercado em Buffalo, no estado norte-americano de Nova Iorque. O atirador, um jovem 18 anos, transmitiu o crime na internet e já está sob custódia policial.

"Este indivíduo viajou durante várias horas até Buffalo para cometer este crime", lamentou o autarca Byron Brown, confirmando que já recebeu várias chamadas da Casa Branca.

O comandante da polícia local, revelou que, no total, "13 pessoas foram baleadas, das quais 10 morreram no local e três ficaram feridas sem gravidade". Joseph Gramaglia confirmou ainda que o caso já está a ser investigado pela polícia do estado de Nova Iorque e pelo FBI.

Motivações raciais

O xerife do condado de Erie, John Garcia, visivelmente abalado, classificou o massacre como "pura maldade". "Este foi um crime de ódio com motivações raciais", pedindo à população que "mantenha a calma".

A imprensa local indica ainda que o atirador, um jovem de 18 anos, usava equipamento militar e uma arma automática, tendo transmitido o massacre através da plataforma Twitch, na internet.

O incidente ocorreu no Tops Friendly Market, na Landon Street. Vários meios de emergência foram mobilizados para o local.

Notícia atualizada às 23h36

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de