Vencedores da Eurovisão leiloam troféu por 900 mil dólares para comprar drones para a Ucrânia

O grupo Kalush Orchestra adianta que o dinheiro arrecadado vai ser doado à Fundação Prytula, que ajuda o exército ucraniano.

A Kalush Orchestra, a banda ucraniana que venceu o Festival da Eurovisão 2022, vendeu o troféu por 900 mil dólares (aproximadamente 838 mil euros) para arrecadar dinheiro para a guerra na Ucrânia. O prémio - um microfone de cristal - foi leiloado no Facebook, com o objetivo de comprar drones para os militares ucranianos.

Segundo a agência de notícias AFP, o troféu da Eurovisão foi adquirido pela empresa Whitebit, especializada no comércio de bitcoins. "Vocês são incríveis", anunciou a Kalush Orchestra no Facebook. "Um agradecimento especial à equipa da Whitebit, que comprou o troféu por 900.000 dólares e agora é a proprietária legítima."

No Instagram, o grupo informou que o dinheiro arrecadado no leilão, que permitia a participação com criptomoedas, será doado à Fundação Prytula, que ajuda o exército ucraniano.

Serhiy Prytula, a apresentadora de televisão ucraniana que conduziu uma emissão dedicada ao leilão, citada pela agência de notícias Reuters, avançou que o dinheiro será utilizado para comprar um sistema de drones PD-2, que inclui três aeronaves e uma estação de controlo em terra.

De acordo com a BBC News, este leilão coincidiu com a atuação da banda num concerto solidário em Berlim, onde as receitas foram revertidas para assistência médica e suprimentos.

A Kalush Orchestra venceu o Festival da Eurovisão a 14 de maio com a canção "Stefania", que mistura hip-hop e música tradicional ucraniana.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de quatro mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A ofensiva militar causou a fuga de mais de 6,6 milhões de habitantes para fora do país, de acordo com os mais recentes dados das Nações Unidas.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de