Victoria´s Secret fecha 250 lojas nos Estados Unidos e Canadá

Companhia registou uma diminuição de 37% nas vendas.

A empresa-mãe da Victoria's Secret, L Brands, anunciou na quarta-feira que vai fechar 250 lojas nos Estados Unidos e Canadá, depois de registar uma diminuição de 37% nas vendas, por causa da pandemia da Covid-19.

Além da marca norte-americana de lingerie, cujas vendas foram afetadas durante a crise sanitária, a L Brands vai também fechar 50 lojas da marca Bath & Body Works nos Estados Unidos e uma no Canadá, informou a empresa durante a apresentação dos resultados do último trimestre fiscal, que terminou a 2 de maio.

A notícia surge um dia depois de a cadeia norte-americana de mobiliário Pier 1 Imports anunciar o encerramento de todas as suas lojas.

A cadeia de armazéns de vestuário e jóias JC Penney também anunciou em 18 de maio a intenção de encerrar 242 estabelecimentos nos Estados Unidos, parte do plano de restruturação da empresa, que declarou falência.

Os Estados Unidos registaram 1.369 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 93.214, segundo um balanço independente da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com os números contabilizados até às 20:00 de quarta-feira (01:00 de quinta-feira em Lisboa), o país registou também mais 23.604 infeções nas últimas 24 horas, atingindo os 1.550.959 casos confirmados desde o início da pandemia.

Os Estados Unidos são de longe o país com mais vítimas mortais em todo o mundo e mais casos de infeções confirmadas.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 327 mil mortos e infetou quase cinco milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de