Zelensky pede apoio à resistência ucraniana durante a cerimónia dos Grammys

Amplamente aplaudido, o Presidente ucraniano apelou a que se diga "a verdade sobre esta guerra".

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu esta madrugada que as pessoas apoiem a resistência ucraniana e "digam a verdade" sobre a invasão russa, durante uma intervenção emotiva na cerimónia dos prémios de música Grammy.

"Os nossos músicos usam coletes à prova de bala em vez de fatos de gala", afirmou em inglês o chefe de Estado ucraniano, num vídeo pré-gravado. "Na nossa terra, estamos a lutar contra a Rússia, que traz um horrível silêncio com as suas bombas. O silêncio da morte", continuou.

O Presidente disse que mais de 400 crianças foram feridas e 153 foram mortas nos ataques russos. Segundo a Variety, o vídeo foi gravado num 'bunker' em Kiev durante as últimas 48 horas.

Zelensky foi amplamente aplaudido pela audiência na Garden Arena do hotel MGM Grand, em Las Vegas, onde os prémios Grammy foram entregues esta noite.

A intervenção do líder ucraniano, que durou cerca de um minuto, aconteceu depois de rumores de que faria uma ligação em direto aos Óscares, a 27 de março, algo que acabou por não se concretizar.

"Preencham o silêncio com a vossa música", disse Zelensky. "Para contar a nossa história. Digam a verdade sobre esta guerra nas vossas redes sociais, na televisão. Apoiem-nos como puderem. Mas não [com] silêncio", pediu. "E depois a paz virá".

O presidente falou antes da atuação de John Legend, que cantou a música "Free" com a participação da cantora ucraniana Mika Newton, num tributo especial à Ucrânia.

Com imagens da guerra a passarem nos ecrãs da Garden Arena, a artista - que representou a Ucrânia no Festival Eurovisão da Canção em 2011 -- cantou a sua porção em ucraniano.

No final da música, a poetisa ucraniana Lyuba Yakimchul, que escapou há poucos dias da região de Donbass, leu um poema em inglês sobre a sua jornada, o receio pelos familiares e pelo seu país.

A atuação terminou com um apelo de solidariedade através da 'hashtag' #StandUpForUkraine e de contribuições no site "For Ukraine".

A Academia de Artes e Ciências de Gravação fez uma parceria com a Global Citizen, que organizará a 8 de abril "a maior campanha digital global" para angariar fundos que reverterão para a ajuda aos refugiados ucranianos. Entre os artistas associados a esta iniciativa estão Madonna, Alejandro Sanz, Elton John, Pearl Jam, U2, Radiohead e Billie Eilish.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de