A responsabilidade do PSD e do PS na normalização do Chega

A afirmação da extrema-direita e o seu potencial de crescimento, na Europa de uma forma geral e em Portugal de uma forma particular, é um risco a que devemos estar atentos. A normalização do Chega, vista pelo PSD de Luís Montenegro, como indispensável para chegar ao poder, é um erro do ponto de vista partidário, pelo risco de fazer crescer o poder de negociação de André Ventura, mas sobretudo por contribuir para uma cada fez maior divisão da sociedade, assente num nacionalismo xenófobo e racista promovido pelo Chega.

Já nem vale a pena discutir se o líder do PSD disse coisa bem diferente no congresso do seu partido sobre a possibilidade de se entender com Ventura, Montenegro volta a virar as costas a um eleitorado moderado que lhe pode dar a vitória, mas parece não acreditar nessa possibilidade e aposta numa geringonça de direita, impossível sem os deputados do Chega.

A normalização deste partido racista e xenófobo não se faz, no entanto, por exclusiva responsabilidade do PSD. A sucessão de casos no governo socialista, sobretudo os casos que criam a ideia de que os políticos têm acesso a benesses que estão vedadas ao comum dos cidadãos, como o emprego feito à medida para o amigo do ministro ou as verbas comunitárias recebidas pelo marido da ministra, não podem ser tratadas com o desdém com que António Costa as trata. Se o povo se convence que os políticos são todos iguais, então acabará por votar em que diz lutar pelo interesse dos portugueses de bem. O risco maior que a nossa Democracia corre é o de ter os partidos do centrão convencidos que o povo sempre dará a vitória a um dos dois.

O perigo da extrema-direita é maior se a extrema-direita chega ao poder, mas existe mesmo sem lá chegar. É claro que, como no caso da extrema-esquerda, esse risco pode ser mitigado nas negociações para aceder ao poder, o que não há como evitar, e torna sem sentido qualquer comparação com a extrema-esquerda, é o ódio às minorias, a xenofobia, o racismo, a misoginia, porque tudo isso torna a sociedade mais violenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de