Faltam testes? Faltam. Mas vamos testar toda a gente? Não

Boa tarde. Faltam máscaras, mas elas também não fazem assim tanta falta. Faltam testes, mas também não é preciso testar toda a gente. Falta muita coisa, mas o Governo garante que não falta - nem faltará - nada. Vamos ao retrato das últimas 24 horas da pandemia da Covid-19.

Os números mais recentes

Começaram por ser 29, depois já eram 30 e, afinal, são já 33 as mortes em Portugal. Foi um balanço, no mínimo, atabalhoado, aquele que a Direção-Geral de Saúde e o Governo fizeram hoje sobre os efeitos da pandemia do novo coronavírus em Portugal. Há mais de 2.360 pessoas infetadas em território nacional. E ainda estamos longe do pico. O Gonçalo Teles faz-lhe aqui um retrato da forma como a doença se está a propagar.

Em todo o mundo, já morreram mais de 16 mil pessoas e há mais de 361 mil casos de infeção. Só em Espanha são quase 40 mil e a doença que ainda não tem vacina já matou mais de 2.600 pessoas.

O que se passa no terreno

Do terreno continuam a chegar relatos - mais ou menos desesperados - dos profissionais de saúde. Desta vez foi a Ordem dos Médicos dos Açores a mostrar-se preocupada com a falta de médicos e de material de proteção para quem está a tentar salvar vidas.

E, já que os tempos também são de solidariedade, as Ordens dos Médicos, Enfermeiros e dos Farmacêuticos estão a recolher donativos para ajudar os profissionais de saúde. Se quiser ajudar, pode fazê-lo através dos seguintes endereços: donativos@ordemdosmedicos.pt, donativos@ordemenfermeiros.pt ou donativos@ordemfarmaceuticos.pt.

O melhor do mundo, Cristiano Ronaldo, e o seu empresário, Jorge Mendes, decidiram, do seu bolso, equipar uma ala do Hospital de Santo António, no Porto, para cuidados intensivos.

O que a política está a fazer...

À razão de uma entrevista por semana - desta vez foi à TVI -, o primeiro-ministro esforça-se por fazer passar a mensagem de que nada faltará no terreno para combater esta pandemia, mas avisa, ao mesmo tempo, que o que temos pela frente é "um tsunami ".

Já o Presidente da República saiu da sessão técnica desta manhã - com o primeiro-ministro e o presidente da Assembleia da República - mais otimista do que entrou. Ainda assim, admite que o estado de Emergência possa ter que ser prolongado.

António Costa seguiu depois para o Parlamento, onde tinha agendado mais um debate quinzenal e admitiu que o encerramento das escolas pode ir muito para além das férias da Páscoa. Mas quem acabou por marcar o debate foi o presidente do PSD. O que é que ele fez? Foi Rui Rio a ser Rui Rio.

...e como tudo isto mexe com a economia

O Eurogrupo começou hoje a discutir medidas de apoio às economias da Zona Euro e, em cima da mesa, estão os famosos eurobonds, agora rebatizados de coronabonds.

Será este o princípio de um novo plano Marshall (plano de recuperação económica da Europa que foi lançado no final da II Guerra Mundial)? Há quem ache que sim, mas também há economistas que acham que não.

A verdade é que, em toda a Europa - e Portugal não é exceção -, a situação das empresas degrada-se de dia para dia. O ministro da Economia, Siza Vieira, bem se esforça por anunciar medidas que mais parecem pensos rápidos a tentar estancar uma grande hemorragia.

Só no setor do transporte aéreo, a expectativa de perda de receita é de 252 mil milhões de dólares este ano. Sim, leu bem.

E, entretanto, como já se imaginava, os Jogos Olímpicos no Japão vão mesmo ser adiados.

Informações que lhe podem ser úteis

O Governo decidiu alargar o prazo para as inspeções dos automóveis, devido à pandemia de Covid-19. Os prazos vão ser estendidos por mais cinco meses.

E, em Santa Maria da Feira, a autarquia decidiu criar linhas de apoio telefónico a pensar, sobretudo, nos mais idosos que estão, neste momento, fechados em casa. Em vez de saírem à rua para dois dedos de conversa num banco de jardim, têm um número de telefone para onde podem ligar e ficar um pouco à conversa.

Sugerimos ainda que...

Espreite a opinião do Daniel Oliveira, hoje, na TSF: "As vítimas que não aparecem nos relatórios da DGS".

Não tenha medo do medo e perceba como é possível unir ao telefone jovens e idosos, para que todos fiquem em casa durante este período de isolamento social.

E passe ainda pela versão diária do Governo Sombra, que vai para o ar todos os dias, depois das 9H30 na TSF e está sempre em tsf.pt.

Até amanhã, à mesma hora.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de