O sexo dos anjos

"A Opinião" de Álvaro Covões, na manhã TSF

Todas as semanas assistimos impávidos e serenos, simples cidadãos, simples Zés e Marias - que fazemos parte do povo português -, a pessoas ilustres da nossa sociedade, pseudopolíticos, pseudoempresários, pseudocomendadores, pseudobanqueiros a explicarem o inexplicável.

E pior: Assistimos, depois, a quem nos devia proteger, a quem nos manda bloquear o carro, muitas vezes, quando nos esquecemos e passamos a hora do parquímetro, fazer cumprir algo tão simples como a lei das Ordens honoríficas portuguesas, que diz que o dever dos membros das ordens é, entre muitos, o de não prejudicar, de modo algum, os interesses de Portugal.

O país está como está. Nós, o povo, empresários, trabalhadores, reformados, pagamos os impostos que pagamos precisamente para pagar todos estes disparates destes pseudo, pseudotudo.

Está na hora de mudar, porque, no fim do dia, os verdadeiros comendadores são o Zé e a Maria.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de