Mau tempo no canal entre Costa e Centeno

Boa tarde. Mário Centeno quebrou o silêncio e explicou, finalmente, o que aconteceu com a transferência de 850 milhões para o Novo Banco que obrigou o primeiro-ministro a pedir desculpa ao Bloco de Esquerda. Foi numa grande entrevista à TSF, da qual já lhe falo mais à frente. Mas, para já, vamos aos números do dia.

Os números mais recentes

Disparou o número de recuperados. E duplicou o número de mortos nas últimas 24 horas, em relação ao aumento de ontem. Em Portugal estão agora confirmadas 1.163 mortes devido à Covid-19, mais 19 do que na segunda-feira. Mais de três mil pessoas já conseguiram vencer a doença (um salto de 464), mas o número de infetados voltou a subir para 27.913.

Espanha registou mais 176 mortes nas últimas 24 horas e soma já 26.920 óbitos. Infetados são 228.030. O executivo espanhol decidiu, entretanto, decretar uma quarentena obrigatória a todos os que entrarem no país.

A Rússia é o segundo país do mundo com mais infetados, só atrás dos Estados Unidos.

No Reino Unido registaram-se mais 627 mortes e os casos de contágio ultrapassam já os 226 mil.

A Alemanha registou quase mil novos casos de Covid-19 de um total de 170 mil. Pelo terceiro dia consecutivo, o índice de reprodução da doença (o "R") é superior a um.

Os Estados Unidos ultrapassaram as 80 mil mortes por Covid-19. Nova Iorque é o estado mais afetado.

No Brasil, o número de vítimas mortais ultrapassa já as 11.500 e há mais de 168 mil casos de infeção. Ainda assim, Jair Bolsonaro decidiu mandar abrir os ginásios e os salões de beleza, considerados pelo presidente brasileiro como serviços essenciais.

Em todo o mundo já morreram mais de 286 mil pessoas e estão registados mais de 4,1 milhões de infetados.

O que se passa no terreno

A partir de agora, os profissionais de saúde já podem voltar a gozar férias. O anúncio foi feito hoje pelo Governo, no dia internacional do enfermeiro.

O Hospital Santa Maria vai começar a realizar testes que permitem ter resultados numa hora.

Os rastreios extra a creches, lares e prisões serão "equacionados no devido tempo". A Direção-Geral da Saúde diz que, no momento, tem outras prioridades.

Começaram hoje a chegar às escolas as máscaras e outros equipamentos de proteção, essenciais para o regresso às aulas presenciais.

Ao terreno devem começar a chegar, entretanto, os 72 milhões de euros com que Bruxelas vai financiar os novos meios de diagnóstico.

O que a política está a fazer...

Foi "uma falha de comunicação". É esta a explicação de Mário Centeno para a confusão que se gerou com a transferência de 850 milhões de euros para o Novo Banco e que obrigou o primeiro-ministro a pedir desculpa ao Bloco de Esquerda.

Numa grande entrevista à TSF, o ministro das Finanças afirmou que não vê motivos para um pedido de desculpa a António Costa e garante que a relação com o chefe do executivo não ficou abalada.

Quem não ficou nada convencida com as explicações foi a coordenadora do Bloco de Esquerda: Catarina Martins acha que o que se passou é muito mais grave que uma simples falha de comunicação. O PSD acusa Mário Centeno de "sonegar informação".

Na mesma entrevista à TSF, Centeno falou ainda da TAP, para dizer que, neste momento, não vê "nenhuma empresa que tenha de ser nacionalizada" em Portugal. E estimou que, até ao final do ano, as quebras da receita fiscal possam ser da ordem dos 10 mil milhões de euros.

Sobre o seu futuro profissional? Tudo em aberto, mas com um dado adicional: continuar como ministro das Finanças não significa necessariamente continuar presidente do Eurogrupo. Centeno passou ainda pela campanha do IRS que está em curso: se ainda não recebeu o seu reembolso, não estranhe.

Pode ler, ouvir e ver a entrevista completa ao ministro das Finanças aqui.

Entretanto, o Presidente da República veio saudar o compromisso para a retoma económica assinado entre Governo, os patrões e a UGT.

... e como tudo isto mexe com a economia

António Costa prometeu hoje que os lay-offs de abril serão pagos ainda esta semana. E avançou que as linhas de crédito estão já muito perto do limite.

E há mais uma entidade a pedir ajuda. A Confederação do Desporto pede ao Governo a criação de um "fundo de emergência" que possa ajudar este setor num momento difícil como o que estamos a viver.

A pandemia da Covid-19 está a ter um efeito de "arrastamento" em quase todos os setores económicos. A ausência de peregrinos em Fátima, este ano, por ocasião do 13 de Maio, está a provocar prejuízos avultados, tanto no comércio como no turismo da região centro do país. Reportagens do Cláudio Garcia e da Rute Fonseca.

Informações que lhe podem ser úteis

A possibilidade de uma segunda vaga "é real" e deverá causar mais ou menos o mesmo número de mortes. O alerta é do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, que deixa ainda outro aviso: nos próximos meses não haverá vacina ou tratamento para a Covid-19.

Mais um aviso: o Infarmed alerta para os testes rápidos para Covid-19 falsificados que andam a ser vendidos no mercado europeu.

A Ryanair vai retomar 40% dos voos a partir de julho. Além dos controlos de temperatura e do uso de máscaras, o distanciamento social nos aeroportos e a bordo dos aviões será encorajado sempre que possível. A companhia aérea admitiu também que pode ter de vir a fazer despedimentos em Portugal.

Sugerimos ainda que...

Ainda a propósito de Fátima e do 13 de Maio, sugiro que leia e ouça a história da irmã Maria do Céu que, pela primeira vez, não vai estar em Fátima. Pela voz da Rute Fonseca.

A opinião de hoje tem a assinatura do Daniel Oliveira e é sobre o "Novo Banco: Centeno Manda, Costa não sabe, o Estado paga".

Porque hoje é terça-feira, é dia de Mapa Mundo. O Ricardo Alexandre andou pela Europa em desconfinamento e ainda deu um salto a Moçambique, onde a violência voltou a ser uma realidade.

O Bruno Nogueira e o João Quadros foram espreitar o Big Brother, da TVI, e nem queira saber o que saiu deste "Tubo de Ensaio".

Até amanhã.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de