Presidência Portuguesa: Influenciar global. Ouvir local. Agir universal

Tem sido unânime a avaliação "globalmente positiva" da presidência portuguesa do Conselho da Europa. Como tudo, há coisas que correram bem e outras nem tanto...

Tive aqui oportunidade de partilhar o impacto que teve a Cimeira do Porto, realizada em maio, com a assinatura do "compromisso social do Porto".

As três metas propostas pela União Europeia para 2030 que foram discutidas nesta Cimeira Social prendem-se com o aumento da população empregada, o combate à pobreza, com um olhar particular à pobreza infantil, e a capacitação da população adulta. Teria sido bom ter chegado aqui com medidas, metodologia e indicadores mais afinados, mas não é de desprezar que os países europeus se comprometam com uma avaliação regular dos progressos do Pilar Europeu dos Direitos Sociais. Fica como nota positiva.

Também positiva foi a aprovação da Lei Europeia do Clima. A proteção da Terra enquanto Casa Comum é uma preocupação de todos nós e um mandato que a Cáritas assume como cuidado integral da pessoa humana, relembrando que tudo está interligado, como nos alerta o próprio Papa Francisco.

Ficaram tratados, digamos que mais ao de leve, alguns temas que esperávamos ver abraçados de forma particular por Portugal.

Tínhamos a esperança de ver avanços mais significativos noutros domínios a partir desta presidência. Um deles é sem dúvida a situação da população de Cabo Delgado, em Moçambique. Sabemos que se realizaram muitas diligências diplomáticas e até ações de apoio às populações. Ainda assim a dimensão do problema exige assistência humanitária imediata e ações de médio e longo prazo pois o apoio que estas pessoas têm tido tem sido providenciado essencialmente pela Igreja, pela sociedade civil e pela comunidade local. . É importante que não se deixe cair no esquecimento esta situação desesperante que já resultou em mais de 700 mil deslocados internos, quase metade crianças, e mais de dois mil mortos.

Na sequência de um conjunto de reuniões realizadas com eurodeputados, grupos parlamentares da Assembleia da República e membros do Governo, esta semana o Presidente da República recebeu, representantes de "Movimento por Cabo Delgado", um conjunto de organizações da sociedade civil portuguesa, entre as quais a Caritas, que desde 2017, procuram trabalhar na defesa das populações deste território moçambicano, vítimas de um conflito longo, através da promoção dos direitos humanos, da ajuda humanitária e de emergência e também da educação e cooperação para o desenvolvimento. Neste encontro o Presidente da República naturalmente sensível às questões apresentadas afirmou estar a acompanhar a situação em Moçambique e manifestou total disponibilidade para colaborar.

Aquilo que se sente, particularmente entre as organizações que estão diariamente junto da população, é que o tempo da diplomacia não é o mesmo da necessidade humanitária.

Foi, naturalmente, uma presidência totalmente mergulhada na Pandemia e por isso marcada por diversos avanços e recuos, ditos e não ditos, nesta batalha contra o invisível. Uma oportunidade, também, para abrir espaços à participação da sociedade civil e às organizações que localmente trabalham na defesa dos direitos humanos, na cooperação e no desenvolvimento. Uma articulação que deve ser não apenas valorizada como promovida!

A propósito de empenho gostaria de deixar uma nota positiva .... Falar-vos de uma iniciativa que junta crianças num gesto solidário, O Projeto Solidário "Arte em Sintonia com as Crianças de Cabo Delgado" foi uma iniciativa do Agrupamento de Escolas da Lousã, como objetivo de ajudar e apoiar as crianças e jovens de Cabo Delgado. Inspirados nas imagens e descrições da realidade foram produzidas e vendidos várias "obras de arte" para ajudar crianças que testemunharam atos de violência terríveis, em Cabo Delgado. Com esta iniciativa os jovens do Agrupamento de Escolas da Lousã conseguiram angariar 6.659 € que vão ajudar crianças e jovens em Pemba.

É bem certo que "é louco, quem acha que o trabalho do menino é pouco"...

Bem hajam. Foi um projeto a valer!!!

#ppue #presidenciaportuguesaUE #compromissosocialdoporto #cimeirasocial #leieuropeiadoclima #casacomum #pobrezainfantil #moçambique #cabodelgado #movimentoporcabodelgado #crisehumanitária #presidentedarepublica #caritas #caritasportuguesa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de