Que o Natal aconteça todos os dias

Vivemos ainda o Natal.

Ao vivermos este tempo de Natal - um período de alegria, esperança, renovação - olhamos para o ano de 2021 com gratidão por tudo o que conquistamos juntos e aguardamos com confiança o que nos espera em 2022.

Quem diria que iríamos viver o segundo Natal ainda sob os efeitos da pandemia da Covid-19.

Muitos de nós estamos cansados. Cansados daquilo que a pandemia trouxe como limitação. Cansados da distância que se impôs. Cansados do avanços e retrocessos. Muitos de nós estamos com medo. Muitos estamos de luto. Não têm sido fáceis os dias vividos desde o início desta crise.

Estamos próximos de tantos que sofrem. Solidários e fraternos. Como parte da Igreja é claro para nós que o Amor da Cáritas que se transforma em ação, esse nunca vai fechar as suas portas. Continuamos presentes, teimamos no exercício da proximidade, especialmente agora, junto daqueles a quem servimos. Mas lembramos também todos os colaboradores da Rede Nacional Cáritas e todos os voluntários. Muito obrigada pelo exercício e pelo exemplo. Quero expressar a minha maior gratidão pelo trabalho que fazem. Em tantos momentos e contextos são a primeira luz que se acende na escuridão.

É esta a nossa missão enquanto Cáritas: ser portadores de esperança. A história do Natal é uma história de Esperança. É uma história de fragilidade, de marginalidade, de paz e de compromisso com a humanidade. Não é uma história de poder, mas é uma história de vitória.

Para o bem e para o mal são muitas as coisas que estão ao nosso alcance. São muitas as oportunidades que podemos aproveitar para fazer a diferença. Esta é uma experiência central do trabalho da rede Cáritas. Ser capazes de ouvir o nosso coração, escutar quem se aproxima e mantermo-nos alertas e num espírito genuíno de esperança e compreensão. Este é também um exercício de cidadania e a missão que pode ser, de todos, e de cada um, de nós enquanto cidadãos.

Que tenhamos a energia, a ousadia e a alegria de olhar o que nos rodeia, de olhar em frente além do nosso eu e estender a mão tantas vezes quantas forem precisas.

2022 está a chegar. Desejo que chegue para cada um de vós com renovada alegria e com caminhos para perseverar e esperançar.

Contem com a Cáritas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de