A difícil logística de um 10 de junho bipolar

O Presidente da Comissão de Honra do 10 de junho, Joao Caraça, que organiza as comemorações, admite que não foi fácil planear tudo, em duas cidades.

Pela primeira vez o Presidente da República vai estar em dois locais para as comemorações do Dia de Portugal. Lisboa e Paris.

Esta realidade bipolar torna mais complicada a organização, porque "é preciso compatibilizar" adianta o presidente da Comissão de Honra do 10 de junho, Joao Caraça.

João Caraça diz que não foi fácil planear o 10 de junho em duas cidades

00:0000:00

Sobretudo numa cidade como, Paris, onde se "vive um estado de emergência", há vários meses, foi mais complicado organizar a cerimónia no município da cidade.

João Caraça revela que houve dificuldades em Paris, uma cidade super vigiada

00:0000:00

João Caraça sublinha, ainda, o simbolismo de ter o presidente e o primeiro-ministro junto dos portugueses em França no 10 de junho e recorda que até o Dia de Portugal teve "azar" pois cai em cima do inicio do europeu de futebol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de