Alexandre Quintanilha é novidade na Educação

Depois da estreia na bancada socialista, o físico e professor é o novo presidente da Comissão de Educação e Ciência. Pedro Bacelar de Vasconcelos é a escolha para os Assuntos Constitucionais e Sérgio Sousa Pinto mantém a liderança dos Negócios Estrangeiros. No PSD, Teresa Leal Coelho lidera Orçamento e Finanças. Hélder Amaral, do CDS-PP preside à Economia.

Alexandre Quintanilha foi o nome escolhido pelo grupo parlamentar do PS para substituir Abel Baptista, do CDS-PP, na presidência da Comissão de Educação e Ciência.

O deputado, recém-eleito, estreia-se à frente de uma comissão parlamentar, depois da estreia como deputado à Assembleia da República.

NosAssuntos Constitucionais, Pedro Bacelar de Vasconcelos, membro do Secretariado Nacional do PS, é a escolha da bancada socialista.

O grupo parlamentar socialista decidiu ainda manter Sérgio Sousa Pinto na liderança da Comissão de Negócios Estrangeiros, mesmo depois de o deputado se ter demitido da direção do partido, em desacordo com as negociações entre o PS, PCP, BE e PEV.

Nas presidências, o PS conta ainda com os nomes de: Capoulas Santos, na Comissão de Agricultura e Mar, e Edite Estrela, na Comissão de Cultura Comunicação, Juventude e Desporto.

No PSD, Teresa Leal Coelho sai dos Assuntos Constitucionais e passa para a Comissão de Orçamento e Finanças, enquanto Marco António Costa, também vice-presidente do partido, preside à Comissão de Defesa. A Comissão de Saúde é liderada pelo secretário-geral do PSD, José Matos Rosa e Feliciano Barreiras Duarte fica à frente da Comissão de Segurança Social e Trabalho. A Comissão de Assuntos Europeus fica entregue a Regina Bastos.

Na distribuição das presidências das comissões, o BE ficou com apenas uma, a Comissão de Ambiente e Poder Local, que será liderada por Pedro Soares. Hélder Amaral, do CDS-PP, é o presidente da Comissão de Economia e Obras Públicas.

O parlamento decidiu ontem, em Conferência de Líderes, manter as mesmas 12 comissões parlamentares da legislatura anterior, sendo atribuído ao PSD a presidência de cinco comissões, ao PS de outras cinco, ficando BE e CDS-PP, cada um à frente de uma comissão parlamentar.

De acordo com o Regimento da Assembleia da República, a composição das comissões parlamentares deve ser "proporcional à representatividade dos grupos parlamentares", sendo que as presidências são, no conjunto, "repartidas pelos grupos parlamentares em proporção do número dos seus deputados".

O Regimento indica ainda que a escolha das presidências é feita "por ordem de prioridade, a começar pelo grupo parlamentar com maior representatividade".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de