Catarina Martins ministra das Finanças. E se o Bloco for para o Governo?

Pedro Nuno Santos disse em entrevista ao Expresso que não o chocava ter Catarina Martins no governo. A coordenadora do BE já escolheu a pasta.

O objetivo, para já, é impedir a maioria absoluta do PS em 2019. Alcançado esse propósito, o Bloco de Esquerda não exclui novos entendimentos com os socialistas e, quem sabe, integrar um futuro governo. Mas, que pasta gostaria Catarina Martins se ocupar? "Nós internamente, no Bloco, sempre dissemos que as pastas que gostaríamos de ocupar seriam a das finanças e a do trabalho", revelou a coordenadora do Bloco de Esquerda, em entrevista às Manhãs da TSF.

São precisamente essas as duas áreas que estão a dar mais trabalho nas negociações com o Governo para o Orçamento do Estado de 2018. O alívio fiscal nos escalões de IRS e as reformas das longas carreiras contributivas, são temas que ainda não estão fechados.

Depois de ter dito, ao Expresso, que o acordo das esquerdas alcançado em 2015 não se vai repetir, a coordenadora do Bloco de Esquerda mantém aberta a porta a novos entendimentos, que continuem "esta política de devolução de rendimentos" e em função da relação de forças que resultar das próximas eleições.

Na entrevista às manhãs da TSF, Catarina Martins falou ainda do Presidente da República. A coordenadora do Bloco de Esquerda diz que Marcelo tem feito um mandato equilibrado e tem sido igual a si próprio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de