Cavaco volta a chamar Costa

António Costa regressa a Belém esta manhã. O Presidente da República recebe o líder do PS tendo nas mãos a carta com que os socialistas responderam às dúvidas do Presidente.

A nota de agenda está no site da Presidência da República. Sem se revelarem mais pormenores, é referido que esta terça-feira, às 11:00, "o Presidente da República recebe, em audiência, o secretário-geral do Partido Socialista, Dr. António Costa".

Antes deste agendamento, o líder socialista fez chegar a Cavaco Silva o documento com as garantias exigidas pelo Presidente da República para a formação de governo. A Presidência da República confirmou ter recebido a carta.

O jornalista João Alexandre explica a resposta do PS enviada ao Presidente da República

00:0000:00

Não são conhecidos detalhes sobre o conteúdo do documento, até porque o PS fez saber que não o divulgaria, mas fontes socialistas, contactadas pela TSF, garantem que a carta não acrescenta qualquer nível extra de compromisso para além daquele que já estava assente nos documentos originais assinados à esquerda.

Na audiência de segunda-feira de manhã, o Presidente da República pediu ao secretário-geral do PS a clarificação formal de questões que, "estando omissas nos documentos, distintos e assimétricos, subscritos entre o Partido Socialista, o Bloco de Esquerda, o Partido Comunista Português e o Partido Ecologista Os Verdes, suscitam dúvidas quanto à estabilidade e à durabilidade de um Governo minoritário do Partido Socialista, no horizonte temporal da legislatura", lê-se numa nota divulgada na página oficial da Presidência da República.

Na nota é também referido que o chefe de Estado encarregou o secretário-geral do PS, António Costa, de desenvolver esforços tendo em vista apresentar uma solução governativa estável, duradoura e credível".

Na segunda-feira, em declarações à TSF, o Presidente do PS, Carlos César, defendeu que as questões que o Presidente da República coloca a António Costa para indigitar o governo, são "do domínio público" e foram já "esclarecidas em diverso propósito pelo próprio líder do PS".

A reacção de Carlos César em declarações à TSF

00:0000:00

Para Carlos César, "ultrapassadas essas dúvidas que o Presidente da República parece ainda ter, estão criadas as condições para que nas próximas horas se possa proceder à indigitação de António Costa". O Presidente do PS voltou a dizer que o líder socialista "tem condições de apresentar de imediato a constituição do governo e de, uma vez empossado, aprovar de imediato o programa de governo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de