Costa mantém confiança no ministro da Educação

É a resposta do primeiro-ministro ao CDS - PP que pediu a demissão de Tiago Brandão Rodrigues depois da polémica das licenciaturas falsas. O Presidente da República não comenta.

À margem da cimeira ibero-americana que decorre na Colômbia, António Costa afirmou que o ministro da Educação fica. É a posição do primeiro - ministro que desta forma mantém a confiança política em Tiago Brandão Rodrigues. O Presidente da república não fez comentários sobre esta polémica interna por se encontrar no estrangeiro.
O CDS-PP afirmou sexta-feira que o ministro da Educação não tinha condições para continuar no cargo, depois de ter alegadamente ocultado a situação de falsas declarações do chefe de gabinete do secretário de Estado da Juventude e Desporto.

António Costa mantém confiança política no ministro da Educação.

00:0000:00

O chefe de gabinete do referido secretário de Estado, Nuno Félix, demitiu-se nesse mesmo dia, depois de ter sido tornado público que não concluiu as duas licenciaturas que declarou ter, segundo o jornal Observador.

O caso de Nuno Félix surgiu na mesma semana em que o primeiro-ministro aceitou o pedido de demissão do seu adjunto para os Assuntos Regionais, Rui Roque, também por declarar, para efeitos de despacho de nomeação, uma licenciatura que não detinha, um caso também avançado pelo jornal Observador.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de