Debate conseguiu "reequilibrar nas hostes laranjinhas uma frustração com debate anterior"

Em entrevista à TSF, Marcelo Rebelo de Sousa considera que Pedro Passos Coelho venceu o debate na rádio contra António Costa.

Na opinião do antigo líder do PSD, na semana passada "a necessidade aguçou o engenho de António Costa, ele fez pela vida e ganhou. A necessidade aguçou o engenho de Passos Coelho esta semana, e ele fez pela vida e ganhou".

Marcelo Rebelo de Sousa considera Passos vencedor no debate e comenta o esquecimento de Costa sobre as prestações sociais

00:0000:00

Marcelo Rebelo de Sousa defende, em entrevista à TSF, que Passos teve "mais iniciativa, melhor gestão de tempo", mas sobretudo, no final, "a propósito da Segurança Social apanhou António Costa em falso duas vezes: a primeira porque de facto não quis dizer que se sentava à mesa para discutir a Segurança Social (...); mas o ponto mais flagrante e mais claro, e talvez mais penoso, foi aquele em que perguntado sobre os 1.100 milhões de cortes em prestações não contributivas na proposta do PS, António Costa não se lembrou".

O professor acredita que vai ser uma campanha renhida até ao fim, tal como indicam as sondagens

00:0000:00

Após o debate, António Costa explicou aos jornalistas a questão das prestações sociais e voltou a fazê-lo esta tarde através do Facebook.

Sobre a disponibilidade demonstrada por Passos Coelho para debater a Segurança Social com o PS caso seja vencedor ou derrotado nas eleições de 4 de outubro, o professor não entende porque motivo António Costa "não disse a coisa mais simples que é 'olhe, eu espero ganhar. Conto consigo para fazermos um acordo sobre segurança Social".

Marcelo acha que o debate na rádio veio reequilibrar a campanha

00:0000:00

Questionado sobre a importância deste debate nas rádios para a campanha e resultado final nas eleições, Marcelo Rebelo de Sousa defende que este frente-a-frente "veio reequilibrar nas hostes laranjinhas uma frustração que tinha havido com o debate anterior, e provavelmente nas hostes do PS obrigar a uma aceleração acrescida nesta ponta final. Mas já estavam os dois lados ao ataque: um para captar os abstencionistas, o outro para captar o voto útil de esquerda. Quem captar mais num dos lados, ganha".

Outro dos temas do debate foi a questão dos impostos, onde Marcelo defende que as propostas do PS "foram sempre mais sedutoras e mais ambiciosas do que as propostas de Passos Coelho. Nessa matéria, acho que as pessoas provavelmente já estão muito fixadas no voto, exceto uma margem que vai ser a margem que vai dar a vitória".

Marcelo Rebelo de Sousa defende que as propostas em matéria fiscal do PS são mais atrativas e ambiciosas e podem fazer a diferença no voto dos indecisos

00:0000:00

Numa análise geral à performance dos principais candidatos a primeiro-ministro, Marcelo Rebelo de Sousa considera que "os dois estão em grande forma para uma campanha tão longa. é muito impressionante ver a boa forma de um e de outro e essa boa forma é muito importante para transmitir confiança".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de