Geringonça não abana com resultados das autárquicas

No habitual comentário na TSF, o antigo secretário-geral do PCP defendeu que os resultados das eleições não interferem com as negociações entre PS, PCP e Bloco de Esquerda.

Carlos Carvalhas defende que os resultados das eleições autárquicas "não alteram substancialmente as condições políticas do país" e, por isso, não está em causa o acordo de governo com PS, CDU e Bloco de Esquerda.

O antigo secretário-geral do PCP admite o "desgosto" e o "sentimento de injustiça" dentro do partido depois de ter perdido dez câmaras municipais, mas lembra que nas últimas autárquicas tinha ganho o mesmo número de autarquias.

"O que interessa saber é se perdemos por perda de influência ou por deslocação de votos entre os diversos partidos", considera Carlos Carlos Carvalhas, que lembra uma "regra geral" já antiga: "quando o PSD desce substancialmente e o PS sobe, uma onda geral rosa, naturalmente nós [PCP], que estamos no meio, temos dificuldades em segurar as câmaras".

Todas as terças-feiras, depois das 9:00, na TSF, "A Opinião" de Carlos Carvalhas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de