Inquérito à Caixa. Presidente não comenta outros orgãos de soberania

É o argumento de Marcelo Rebelo de Sousa para optar pelo silêncio sobre a comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos.

O Presidente da República sublinha que, enquanto órgão de soberania, não lhe compete pronunciar-se sobre o que fazem outros órgãos de soberania como, por exemplo, a Assembleia da República.

Depois de ter assinalado o consenso de todos os partidos quanto à necessidade de manter a CGD como banco público e forte, Marcelo prefere nada dizer sobre a iniciativa do PSD. Os sociais-democratas anunciaram ontem a criação de uma comissão parlamentar de inquérito à Caixa.

Marcelo não comenta AR. "Damos-nos bem e vamos continuar a darmo-nos"

00:0000:00

À margem da inauguração de um centro escolar em Espinho, o chefe de Estado considerou que, enquanto órgão de soberania", "dá-se bem" e vai "continuar" a dar-se bem com o parlamento. Daí entender que "não comenta o que faz a Assembleia da República".

Ontem, o Primeiro-Ministro assegurou que o processo de recapitalização está prestes a ser concluído em Bruxelas. Depois, Marcelo Rebelo de Sousa expressou o desejo de um acordo parlamentar, afirmando "esperar que não haja divisões, sobretudo, naqueles que, ao longo de muitos anos, tiveram responsabilidades de Governo ou de administração ligada com a CGD".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de