Ana Gomes visitou Rui Pinto na prisão e entregou-lhe o prémio de "whistleblower"

Eurodeputada conversou com o "hacker" acerca do Football Leaks.

A eurodeputada socialista Ana Gomes foi ao estabelecimento prisional anexo à Polícia Judiciária (PJ), em Lisboa, visitar o 'hacker' Rui Pinto.

No Twitter, a eurodeputada partilhou o seu testemunho após esta visita, explicando que aproveitou para entregar ao português o prémio de "whistleblower" (denunciante), atribuído pela Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde.

Julian Assange e Yasmine Montajermi foram também distinguidos com este prémio, que visa reconhecer o "seu trabalho em expor a verdade" e a "coragem em arriscar as suas carreiras e a sua liberdade pessoal", explicou o grupo parlamentar aquando da sua atribuição.

Ana Gomes revela ainda que conversou com Rui Pinto acerca do Football Leaks, projeto no qual é colaborador. Através da plataforma eletrónica, o 'hacker' começou a divulgar, em 2015, milhares de documentos confidenciais de contratos e transferências do mundo do futebol, que davam conta desses esquemas de evasão fiscal.

A visita ficou registada através de uma fotografia que Ana Gomes faz questão de esclarecer que foi tirada por um membro da guarda prisional, uma vez que teve de deixar o seu telemóvel pessoal à entrada do estabelecimento prisional.

Rui Pinto, atualmente com 30 anos, foi entregue pelas autoridades húngaras à justiça portuguesa em março deste ano e encontra-se em prisão preventiva no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal, no qual o arguido está indiciado por seis crimes relacionados com acessos aos sistemas informáticos do Sporting e da Doyen Sports e com uma alegada tentativa de extorsão a este fundo de investimento.

LER MAIS:

- Ana Gomes confirma que Rui Pinto colabora com autoridades de três países europeu

- Ana Gomes teme novas "disfunções da justiça" em relação a Rui Pinto

- Ana Gomes: "Ronaldo e Mourinho nunca mais caem em esquemas criminosos"

Continuar a ler