Arménio Carlos é o convidado do "Às Onze no Café de São Bento"

O líder da CGTP estreia-se no programa de Paulo Baldaia e David Dinis a um dia do protesto dos "coletes amarelos" - movimento que promete parar o país e do qual Arménio Carlos se demarca, afirmando que o movimento anónimo pertence à extrema-direita.

O líder da Confederação Sindical dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), Arménio Carlos, sabe bem como convocar greves e paralisar o país e estreia-se esta quinta-feira no "Às Onze no Café de São Bento" a um dia de distância de um protesto que vê conotado com a extrema-direita e do qual não se quer ver associado.

"Lesivo" e "oportunista", é assim que Arménio Carlos caracteriza o movimento dos "coletes amarelos" que se prepara para ganhar forma e parar Portugal durante esta sexta-feira.

Enfermeiros, SEF, CP, estivadores e guardas prisionais. As greves ao longo do ano foram muitas e atingiram vários setores paralisando o país um pouco por todo o lado e serão, com certeza, motivo de conversa para a dupla habitual que se reúne em pleno Café de São Bento.

Mas é a greve da qual Arménio Carlos se quer distanciar que será um dos pratos fortes servidos a partir das 23h.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de