Carlos César recebe carta de moradores da Culatra

Na Ilha da Culatra os deputados do PS ouviram elogios ao partido mas também exigências

A Ilha da Culatra foi reconhecida no mês passado como núcleo piscatório consolidado e a proposta no Parlamento foi do Partido Socialista. Por isso, Carlos César fez questão de começar as Jornadas Parlamentares no Algarve neste local.

Silvia Padinha, a presidente da Associação de Moradores não podia estar mais satisfeita."Reconhecer a comunidade piscatória da Ilha da Culatra também é reconhecer o interesse público", disse." Agradeço ao PS ter dado este voto de confiança à população da Culatra".

Este reconhecimento permite por exemplo que os residentes peçam licença de habitabilidade e não estejam sempre a temer as demolições. Mas se o líder parlamentar e os deputados do PS que o acompanhavam ouviram elogios, também receberam em mãos uma carta por parte dos moradores dos outros núcleos das ilhas-barreira, que ainda na semana passada viram ir abaixo mais algumas casas.

José Lezinho foi o porta-voz. " Venho entregar a carta ao Dr. Carlos César para que recomende ao governo que os núcleos do Hangares e do Farol sejam requalificados no âmbito do POOC( Plano de Ordenamento da Orla Costeira). Não pedimos nada diferente dos outros portugueses, apenas a igualdade", frisou.

Carlos César não comenta as ações do governo, que tem posto em prática as demolições nestas ilhas. Diz apenas que no partido socialista "têm trabalhado para que se pense nas pessoas".

Os deputados visitaram ainda duas empresas ligadas ao mar. Uma que produz flor de sal e algas, para alimento de peixes e para cosmética, e outra que fabrica barcos movidos a energia solar.

O líder parlamentar subiu para uma embarcação em construção. " Isto não cai, pois não?" , quis saber. " Já temos o Homem do Leme", disse a brincar a deputada Jamila Madeira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de