Gabinete de Cavaco Silva confirma que a primeira-dama foi assessorada pela cunhada

Maria Cavaco Silva foi assessorada pela cunhada.

O gabinete do antigo Presidente da República, Cavaco Silva, confirmou esta segunda-feira ao Observador que a antiga primeira-dama, Maria Cavaco Silva, foi assessorada no Palácio de Belém pela cunhada, Margarida Mealha Santos Silva, que trabalhou com a mulher do então Chefe de Estado no Gabinete de Apoio ao Cônjuge.

Este gabinete foi criado por Jorge Sampaio e Cavaco Silva decidiu mantê-lo quando chegou a Belém. Maria Cavaco Silva, a primeira-dama, ganhou como colaboradora próxima Margarida Mealha Santos Silva, cunhada da mulher do Chefe de Estado e nomeada pela Casa Civil da Presidência.

Ao Observador, o gabinete do ex-presidente Cavaco Silva confirma a nomeação, assegura que nunca escondeu a ligação familiar, mas também garante que Margarida Mealha Santos Silva nunca teve funções ligadas à ação politica e constitucional do Presidente da República. Limitava-se a dar apoio à primeira-dama, que quis ser acompanhada por alguém da sua "confiança".

Em defesa da nomeação, o gabinete do ex-presidente destaca o "mérito" no percurso que Margarida Mealha fez no setor privado. Segundo o Observador, Margarida Mealha foi requisitada para Belém quando chefiava a Sadomarítima, uma empresa de navegação e trânsitos.

A cunhada e braço direito da primeira-dama mudou de funções em 2009, quando deixou o lugar de adjunta do Gabinete de Apoio ao Cônjuge para se tornar assessora da Casa Civil da Presidência. O Observador explica que o gabinete de Cavaco Silva nunca esclareceu qual a remuneração auferida por Margarida Mealha enquanto trabalhou em Belém.

Enquanto chefe de Governo já tinham sido notícia outras nomeações de Cavaco Silva, entre elas a nomeação de varias mulheres de ministros do seu Executivo, e ainda a nomeação do seu cunhado, António Vieira Santos Silva - irmão de Maria Cavaco Silva - para a administração da cimenteira Cimpor.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de