Política

"É deprimente ver o espetáculo das oposições a discutir com o Governo"

No dia em que oficializou a candidatura à presidência do PSD, Santana Lopes deixou críticas à forma como tem sido feita oposição.

Pedro Santana Lopes assume como objetivo vencer as eleições legislativas de 2019 e fazer do PSD o partido mais votado nas próximas eleições autárquicas. O candidato à liderança do PSD formalizou esta terça-feira a candidatura, na sede do partido.

Santana Lopes reafirmou ser contra a uma solução governativa baseada num bloco central e defendeu que a oposição ao Governo tem de mudar.

"Ser oposição não é mostrar ser contra aquilo que faz um governo", afirmou o social-democrata, "é mostrar que se é melhor do que o governo e que se merece ser governo, em vez do que lá está".

Pedro Santana Lopes considerou ser "deprimente" e "sufocante" ver o "espetáculo das oposições sempre a discutir com os governos em funções".

"Tenho da vida política uma perspetiva completamente diferente e penso que é muito mais bonito, estimulante e útil para a sociedade se as oposições, em vez de discordarem, mostrarem as alternativas que têm", declarou o candidato.

Pedro Santana Lopes concorre contra Rui Rio à presidência do PSD. As eleições realizam-se a 13 de janeiro. O derradeiro debate entre os dois candidatos é transmitido, em simultâneo, pela TSF e a Antena 1, a 11 de janeiro.

  COMENTÁRIOS