PSD

Fernando Negrão é candidato à liderança da bancada do PSD. Rio manifesta "agrado"

Depois de Hugo Soares ter colocado o lugar à disposição, Fernando Negrão, ex-ministro, assume-se como candidato à liderança do grupo parlamentar. Falou com Rui Rio, que lhe "manifestou o seu agrado".

O deputado e ex-ministro, Fernando Negrão, anunciou, esta tarde, no parlamento, a candidatura à liderança do grupo parlamentar do PSD, depois de, esta quarta-feira, Hugo Soares, ainda líder parlamentar, ter anunciado a convocação de eleições antecipadas para a direção da bancada no próximo dia 22 de fevereiro.

"A minha candidatura está apresentada, considero ter condições para exercer o cargo", disse Fernando Negrão, que acrescentou: "Devemos usar de muita humildade na vida política e o cargo de liderança do grupo parlamentar é um cargo de coordenação do trabalho feito pelos respetivos deputados".

Além das "condições" para o exercício do cargo, o deputado e ex-ministro considera ainda que os "muitos anos" de atividade parlamentar lhe conferem a "experiência" necessária para ocupar o lugar.

O candidato à bancada 'laranja' diz que já falou com Rui Rio, líder eleito do PSD, e que Rio se mostrou "agradado" com a candidatura.

"Tive uma conversa com Rui Rio sobre o grupo parlamentar em que discutimos vida parlamentar, de seguida apresentei a minha candidatura e tive outra conversa sobre a candidatura, em que o doutor Rui Rio manifestou agrado em relação à mesma", revelou Fernando Negrão.

Aos jornalistas, Fernando Negrão disse ainda que convidou para primeiro vice-presidente da bancada o deputado Adão Silva, que era apontado como um dos possíveis sucessores de Hugo Soares

Fernando Negrão era, nos últimos dias, apontado como um dos prováveis candidatos, afirmando mesmo, na semana passada, durante um almoço/debate do International Club of Portugal, em Lisboa, que estaria preparado para assumir o lugar.

"Sou deputado há nove anos, se eu não estivesse preparado para ser líder parlamentar com nove anos de deputado, tenho a certeza que me passariam um atestado de imbecilidade", disse, no momento, o deputado.

Além de ministro do Governo liderado por Santana Lopes, Fernando Negrão, deputado do PSD que presidiu à Comissão de Inquérito ao caso BES/GES, assumiu a pasta da Justiça no últimos - e curto - Governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Notícia atualizada às 17h23