Parceiros sociais dão por encerrado assunto "feira de gado"

Depois do pedido de desculpa do ministro dos Negócios Estrangeiros, CIP, CAP e UGT lembram que o mais importante é a concertação social.

Os parceiros sociais dão o assunto como encerrado, depois de Augusto Santos Silva ter pedido desculpa por ter comparado a concertação social com uma "feira de gado".

Em declarações à TSF, o ministro dos Negócios Estrangeiros admitiu que se excedeu nas palavras e pediu desculpa aos parceiros socais.

Ouvido pela TSF, António Saraiva, presidente da CIP, que aceita o pedido de desculpa por uma frase que não deveria ter sido dita.

António Saraiva, da CIP, reage a pedido de desculpas do ministro

00:0000:00

"Não desejamos mas todos nós por vezes temos frases infelizes, foi a vez do senhor ministro. Já pediu desculpa, estão aceites. O que importa relevar é o acordo que foi conseguido", disse.

Também João Machado, da Confederação de Agricultura (CAP) dá o caso como encerrado. "Foi de facto uma frase infeliz, num momento que não era formal. O ministro já pediu desculpa, (...) a situação está sanada", explicou.

João Machado, da CAP, dá o caso como encerrado

00:0000:00

Também o sindicalista José Abraão, da UGT, diz que é preciso ultrapassar o episódio com Augusto Santos Silva porque o mais importante é a concertação social.

José Abraão, da UGT, diz que o mais importante é a concertação social

00:0000:00

"Estando esclarecido estará naturalmente resolvido. (...) Para nós o mais importante é a concertação social, é a negociação coletiva e os resultados relativamente aos quais os trabalhadores beneficiam", adiantou o sindicalista.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de