Eleições PSD

"PSD precisa de ser repensado ou vamos assistir a um divórcio"

O antigo secretário de Estado da Juventude, Pedro Duarte, alerta que se o partido quer ser uma verdadeira alternativa tem de acompanhar as mudanças na sociedade.

Este é um "momento particularmente importante para o PSD". Quem o diz é Pedro Duarte, que apelou a uma reinvenção do partido nesta nova fase. "Não porque estivesse errado no passado, é mesmo porque as sociedades e as realidades são dinâmicas e as transformações foram tantas que se o PSD não acompanhar as mudanças na sociedade vamos assistir a um divórcio que pode perigoso. Esta é uma oportunidade, mas mais que isso uma responsabilidade para o PSD se adaptar a estes novos tempos e espero que o partido esteja unido em torno de Rui Rio e que ele saiba liderar esta transição."

O antigo deputado do PSD não vê Rui Rio como um líder de transição, mas sim como a pessoa que vai conduzir o partido a um novo momento. Para isso, Pedro Duarte diz que o PSD precisa de colocar o interesse nacional acima de tudo. "Oposição porque é suposto seria manifestamente errado. Espero oposição adulta, é preciso olhar para o interesse nacional. Quando for preciso chegar a entendimentos com o governo, espero que o PSD saiba fazê-lo, mas também espero, até para a saúde democrática, que o PSD saiba construir uma alternativa política. Este caminho não é o melhor para o país, gerir o dia-a-dia, tentar agradar a certos públicos, não é política para o país. Esperamos um futuro radioso, mas o futuro é imprevisível, há ciclos económicos e é importante estar preparado para momentos menos positivos."

  COMENTÁRIOS