Tancos

PSD vai viabilizar proposta do CDS para comissão de inquérito ao caso Tancos

CDS propõe comissão de inquérito para apurar responsabilidades políticas no caso. PSD anunciou que vota a favor.

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, garante o voto favorável do partido à comissão parlamentar de inquérito ao caso de Tancos proposta pelo CDS.

Os centristas formalizam esta quarta-feira a proposta para a comissão de inquérito. O CDS alega que é necessário o esclarecimento do "maior assalto a armamento militar do século no continente europeu", através de uma comissão de inquérito que tem de debruçar-se sobre os "factos, atos e omissões" do Governo desde o momento do furto .

Em declarações à TSF, Fernando Negrão garantiu que o PSD irá viabilizar a proposta. O líder parlamentar dos sociais-democratas afirma que, a par da investigação do Ministério Público, é preciso apurar as responsabilidades da Polícia Judiciária Militar, da Guarda Nacional Republicana (GNR) e do Ministério da Defesa.

"Para além da questão judicial, ou seja, da procura dos indícios da prática de crimes - que cabe ao Ministério Público e, depois, aos tribunais -, esta comissão de inquérito pode apurar os procedimentos das instituições ligadas ao caso, designadamente, da própria Polícia Judiciária Militar, da Guarda Nacional Republicana e do Ministério da Defesa. O que fizeram - ou o que não fizeram - para que estas coisas acontecessem? Nesse plano, tirar as devidas consequências", afirmou Fernando Negrão.

O líder da bancada parlamentar do PS considera ainda que a maneira como o CDS apresenta o objeto desta comissão de inquérito oferece espaço para uma investigação bastante alargada.

*com Sara de Melo Rocha e Ana Cristina Henriques

  COMENTÁRIOS