Ligações familiares no BE são "abundantes". Carlos César responde às críticas

O líder parlamentar socialista responde a Catarina Martins e diz que também o BE tem "abundantes" relações na Assembleia da República.

Carlos César diz-se "surpreendido" com as recomendações de Catarina Martins sobre a contenção nas relações familiares no Governo e no PS e com as críticas de Marques Mendes.

O líder parlamentar socialista diz que também o BE tem "abundantes" relações na Assembleia da República, enquanto o pai de Marques Mendes também foi deputado e a sua irmã tem hoje assento no parlamento.

"Fico muito surpreendido, às vezes, com acusações dessa natureza. Não vou comentar as acusações em concreto, mas não percebo como é que o Bloco de Esquerda as pode fazer, sendo, aliás, um partido onde se conhece que no seu próprio grupo parlamentar são abundantes e diretas as ligações a familiares."

Carlos César, que falava em Portalegre durante as jornadas de proximidade do grupo parlamentar do PS, fundamenta a sua visão ao dar o exemplo do comentador político Luís Marques Mendes.

"Não percebo como é que alguns comentadores podem falar sobre estas matérias. Recordo o caso do doutor Marques Mendes - o seu pai foi deputado na primeira, terceira, quarta e quinta legislatura. O doutor Marques Mendes foi ministro de cinco governos, tendo sido também deputado e líder parlamentar e a sua irmã é deputada e dirigente parlamentar."

O líder parlamentar do PS considerou ainda "natural" que, "em determinadas famílias onde essa vocação e essa proximidade se multiplicam, as pessoas tenham um empenhamento cívico similar".

LER MAIS:

- Catarina Martins critica laços familiares no Governo

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de