PS à frente de PSD e CDS juntos. Maioria acredita que Costa vai ser primeiro-ministro

O PS lidera as intenções de voto para as legislativas com 37,2%. O PSD regista 25,6%. O BE tem 8,3%.CDS e CDU estão empatados nos 6,5%. PAN sobe para 2,8% e a Aliança apresenta 1,8% de intenções de voto.

Sem maioria absoluta, o Partido Socialista liderado por António Costa surge, na sondagem TSF/JN, como o partido que recolhe mais intenções de voto (37,2%) contra os 25,6% obtidos pelo PSD de Rui Rio. Mesmo juntando as intenções de voto no CDS, 6,5%, o resultado dos dois partidos fica abaixo daquele que é registado pelos socialistas.



Nesta sondagem, o Bloco de Esquerda surge em terceiro lugar nas intenções de voto com 8,3%. CDS e CDU surgem empatados nos 6,5%. O PAN, atualmente com um deputado, duplica a intenção de voto (2,8%) quando comparada com o resultado de 2015 (1,3%).

A Aliança, protagonizada por Pedro Santana Lopes, regista 1,8% o que, a confirmar-se, lhe abria a porta da Assembleia da República.

Mas esta sondagem mostra também que um quarto dos inquiridos ainda estão indecisos sobre o sentido de voto nas eleições legislativas.


Questionados sobre "Que candidato ganharia as Legislativas", a maioria dos inquiridos, de todos os partidos, cita António Costa como o mais provável vencedor, caso estas se realizassem brevemente. É uma convicção partilhada até pelos 63% de inquiridos que dizem votar no PSD e no CDS.

António Costa é, entre os potenciais candidatos avaliados, aquele que regista maior firmeza de voto: 22% respondem que "votaria nele de certeza para Primeiro-Ministro". Já Rui Rio regista 13% nesta questão.

Em sintonia, no ​​capítulo da rejeição, Costa é o potencial candidato menos referido como "jamais votaria nele para Primeiro-Ministro", Tem 41%, o mesmo valor que recolhe Carlos Guimarães da Iniciativa Liberal, contra os 45% que recolhe Rui Rio. Aliás o líder do PSD apresenta 22% de rejeição entre aqueles que dizem votar no PSD, enquanto António Costa apenas regista 9% de rejeição junto dos eleitores do PS.


No topo, com mais de 60 por cento de rejeição, estão, nesta sondagem TSF/JN, Tino de Rans (76%) e Pedro Santana Lopes (68%).

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados