"Maria de Belém é o anjo da guarda da família"

Vítor Melícias, o amigo lá de casa, fala de uma mulher de causas, que compara a Maria de Barroso. À conversa com a TSF, o padre franciscano entra no jogo das diferenças entre Maria de Belém e Marcelo Rebelo de Sousa, dois católicos na corrida a Belém.

Padre Vítor Melícias à conversa com Teresa Dias Mendes

00:0000:00

Diz que Maria de Belém tem "algo de Joana Darc" e fala de Marcelo Rebelo de Sousa como "alguém que nunca joga a feijões."

O padre Vítor Melícias tem estima pelos dois, mas confessa a forte amizade que o une à candidata que hoje se apresenta ao país. Uma ligação que o leva a marcar presença na apresentação desta tarde. E a sublinhar traços de personalidade que considera fazerem de Maria de Belém uma candidata à altura do mais alto cargo da Nação.

A Marcelo, destaca a "inteligência extraordinária" e o " sentido de previsibilidade"; a Maria de Belém, a capacidade de " dinamizar e motivar". Uma mulher de causas sociais, a quem atribui as asas " de um anjo da guarda da família". Talvez seja disso que o país precisa, desabafa Vítor Melícias.

"Então e os afectos de que Marcelo diz ser portador," ? "Ainda bem " , exclama Vítor Melicias que reconhece a popularidade anormal do candidato, mas parece confiar na escolha de uma mulher para o cargo de Presidente.

Desta mulher! Que trabalhou com Maria de Lurdes Pintassilgo, no Governo de inciativa presidencial , em 1979. Mais tarde, Pintassilgo saíria derrotada das eleições presidenciais de 1986. Os tempos são outros e as circunstâncias do país muito distintas.

A três meses das eleições apenas confessa uma previsão da sua própria escolha, mas o lugar marcado na apresentação da candidata parece ser mais do que um sinal de Deus.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados