Médias, salários e frango. José Abraão quer aumentos em toda a Função Pública

Dirigente sindical relembrou que as médias são enganadoras e exemplificou com a divisão de um frango.

"É como a história do frango. Há um que come a asa e dois que comem o resto, mas há um que ficou com fome." A metáfora gastronómica é de José Abraão e foi transmitida na madrugada desta quarta-feira, no final da reunião política do Partido Socialista.

António Costa reforçou, no final dessa reunião, que o Orçamento do Estado para 2019 é bom para as famílias, mas o dirigente do SINTAP não concorda com a ideia e reforça que é importante que os aumentos salariais cheguem a todos os trabalhadores da Função Pública.

"Repartido por todos não faz sentido absolutamente nenhum. É a história das médias..." comentou José Abraão antes de partir para o exemplo do frango.

"Há milhares de trabalhadores da Administração Pública que não vão ter descongelamento de carreiras no próximo ano e vão manter rigorosamente o mesmo salário que tinham em 2009", lembrou o dirigente sindical.

"Também ouvi dizer que a opção podia passar por aumentos salariais para os ordenados mais baixos, e não temos nada contra, mas não se pode deixa ninguém para trás, ao fim de tanto tempo e depois dos sacrifícios pedidos aos trabalhadores", defendeu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de