"O que quer dizer MFA?" Maioria dos jovens não sabe

A grande maioria dos jovens inquiridos desconhecem o papel de Salgueiro Maia ou Otelo Saraiva de Carvalho na revolução. Metade dos inquiridos sabe o suficiente para passar no teste sobre o 25 de abril

Quem viveu lembra-se, quem só ouviu contar, nem por isso. A sondagem JN/TSF mostra que, no geral, metade dos inquiridos (51%) acerta o suficiente para passar no teste de oito questões sobre o 25 de abril, embora apenas 11% tenham todas as respostas certas.

Mas a sondagem indica também que a grande maioria dos jovens inquiridos não sabe o que quer dizer MFA e desconhece o papel de Salgueiro Maia ou Otelo Saraiva de Carvalho na revolução.



Quase todos os inquiridos (97%) sabem que a Revolução aconteceu no dia 25 de abril, 85% conseguem acertar no ano de 1974 e 77% citam corretamente as canções "Depois do Adeus" e "Grândola Vila Morena" como músicas que passaram na rádio, servindo de senha para o avanço da Revolução.



Mas quando começam as questões sobre alguns dos protagonistas, surgem as dúvidas e as respostas erradas. Quando se pergunta "quem liderou a coluna militar de tanques que marchou de Santarém para Lisboa?", menos de metade dos inquiridos (apenas 42%) conseguem acertar no nome de Salgueiro Maia. E confrontados com a sigla MFA, apenas 44% sabe que significa Movimento das Forças Armadas.

E os valores são ainda piores na questão sobre "quem foi o comandante operacional da revolução que liderou as operações a partir do quartel da Pontinha?": 65% não sabem ou não respondem e apenas 24% dizem que foi Otelo Saraiva de Carvalho.



Ao nível dos protagonistas políticos, apenas metade dos inquiridos sabe que Marcelo Caetano era, na altura, o Presidente do Conselho do Estado Novo. E há menos respostas certas quando se pergunta a quem foi entregue o poder ao final do primeiro dia da revolução. Apenas 39% sabem que foi o general Spínola quem, como representante do Movimento das Forças Armadas, recebeu de Marcelo Caetano, a rendição do Governo.


Ficha técnica

Sondagem realizada pela Pitagórica para o JN e a TSF com o objetivo de avaliar a opinião dos Portugueses sobre temas relacionados com 25 Abril. O trabalho de campo decorreu entre os dias 3 e 13 de Abril, foram recolhidas 605 entrevistas telefónicas a que corresponde uma margem de erro máxima de +/-4,07% para um nível de confiança de 95,5%.

A amostra foi recolhida de forma aleatória junto de eleitores Portugueses recenseados e foi devidamente estratificada por género, idade e região. A Taxa de resposta foi de 71,18% e a direção técnica do estudo é da responsabilidade de Rita Marques da Silva.

A ficha técnica completa bem como todos os resultados foram depositados junto da Entidade Reguladora da Comunicação Social que os disponibilizará para consulta online.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados