Patrões consideram "excessiva" proposta de Cristas para baixar IRC

António Saraiva, presidente da CIP, pede "realismo" na apresentação de propostas para animar a economia portuguesa.

O presidente da Confederação da Indústria respondeu assim à iniciativa avançada por Assunção Cristas durante a tarde de domingo.

António Saraiva considera a proposta do CDS "excessiva" e pouco realista

00:0000:00

Em declarações à TSF, António Saraiva considera "excessivo" baixar o IRC de 21% para 5,5%. A ideia foi proposta por Assunção Cristas no encerramento da escola de quadros do CDS-PP. Mas o presidente da CIP considera "mais razoável algo na ordem dos 18%, 16%", já que "5,5% exigiria compensações orçamentais de outra natureza". "Temos que ser realistas", sublinha.

Assunção Cristas diz que o investimento em Portugal precisa de um empurrão e por isso vai propor no Parlamento incentivos fiscais para quem invista em novos projetos empresariais e start-ups.

António Saraiva considera bem-vindas as iniciativas. No entanto, o presidente da CIP defende que a descida para 5,5% de imposto taxado às empresas é "irrealista".

O presidente da CIP sublinha que medidas no âmbito fiscal são bem recebidas, mas pede realismo

00:0000:00

António Saraiva diz que todas as medidas para dar novo fôlego à economia são bem recebidas, em particular na área fiscal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de