Período de férias de António Costa não incomoda Marcelo

Tenho tratado com o ministro dos Negócios Estrangeiros "tudo o que é preciso tratar", diz o Presidente da República sobre a semana de férias de António Costa, nesta altura.

O Presidente da República afirmou hoje, questionado sobre as férias do primeiro-ministro, que tem tratado "tudo o que é preciso tratar em termos de Estado" com o seu substituto, o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas na festa do 237.º aniversário da Casa Pia de Lisboa, no Castelo de São Jorge, considerou que "mais complicado seria se o Presidente da República estivesse em férias, ou quando estiver em férias", porque toma decisões que não pode delegar em ninguém, como a promulgação de leis.

Entretanto, "o gabinete do primeiro-ministro esclarece que o Governo, tendo em consideração o período de verão, organizou e planificou em tempo o período de férias do primeiro-ministro [António Costa], bem como dos restantes membros do Governo, de forma a garantir as necessárias substituições para assegurar o normal funcionamento do Governo", lê-se na citada nota, numa alusão a referências críticas sobre o facto de António Costa se encontrar atualmente no gozo de férias.

No mesmo comunicado, o gabinete do líder do executivo adianta que, nesse quadro de distribuição e organização de férias entre os membros do Governo, "o primeiro-ministro encontra-se no gozo de uma semana de férias, sendo substituído na sua ausência, nos termos do artigo 7.º da Lei Orgânica do XXI Governo, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros [Augusto Santos Silva]".

"O primeiro-ministro está sempre contactável e disponível em caso de necessidade", frisa-se ainda na nota divulgada pelo gabinete de António Costa.

O jornal I noticiou na sua edição desta segunda-feira que o primeiro-ministro "tinha férias marcadas para a primeira quinzena de julho e não as desmarcou, apesar da crise dos incêndios de Pedrógão Grande e do roubo do armamento dos paióis de Tancos".

No plano político, em conferência de imprensa, a presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, após ter sido recebida em Belém pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fez uma alusão crítica indireta ao facto de o primeiro-ministro se encontrar no gozo de férias.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de