Rio leva a tribunal candidatos às autárquicas que ultrapassaram o orçamento

A direção do PSD vai avançar com processos judiciais e disciplinares contra candidatos do próprio partido que concorreram às ultimas eleições e que ultrapassaram os orçamentos das campanhas.

O PSD recorreu ao tribunal de Castelo Branco para exigir que o candidato do partido à câmara da Covilhã, Marco Batista, seja responsabilizado pelo pagamento de 87.066 euros. Este é o primeiro caso concreto a chegar aos tribunais, mas estão a ser analisadas outras situações que podem vir a seguir o mesmo caminho. O partido quer obrigar os candidatos que não respeitaram o orçamento a devolverem o dinheiro que foi gasto sem autorização prévia da direção nacional.

A secretaria-geral do PSD explicou ao jornal i que responsabilizará apenas os candidatos que, tendo provocado prejuízos significativos, não tenham salvaguardado o pagamento das despesas da campanha autárquica nem queiram assumir essas responsabilidades.

Rui Rio quer que o recurso aos tribunais sirva como um medida pedagógica e exemplar para que, no futuro, exista um maior rigor nas contas.

O jornal i garante que este processo apanhou desprevenidos os militantes e os dirigentes da região e está a causar mal-estar. Marco Batista, o candidato social-democrata à câmara da Covilhã, garantiu ao jornal que não sabia que tinha sido processado.

Para além da ação apresentada em tribunal, este caso será analisado pelo Conselho de Jurisdição Nacional do PSD.

Contactado pela TSF, Manuel Frexes, líder da distrital do PSD de Castelo Branco, limitou-se a dizer que não quer fazer qualquer comentário à notícia do jornal i.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de