Salários, desemprego e falta de apoios sociais são "raiz do problema" da pobreza

Líder comunista acredita que apoios sociais são fundamentais para combater a pobreza.

Jerónimo de Sousa defendeu, esta manhã, que só combatendo as causas da pobreza se poderá dar melhores condições de vida aos cerca de três milhões de pobres que existem em Portugal.

Após um encontro esta manhã com o Movimento para a Erradicação da Pobreza, o secretário-geral do PCP prometeu empenho na discussão de uma petição do movimento no próximo dia 24 na Assembleia da República.

"Claramente que se verifica que é precisamente na desvalorização dos salários, no desemprego, na falta de apoios sociais que está a raiz do problema e enquanto não se assumir isto é muito difícil", explicou o líder comunista, realçando que "o PCP neste processo de avanços de reposição de rendimentos e direitos continuará essa luta, independentemente das dificuldades com que muitas vezes somos confrontados".

Lei de Bases da Saúde sem garantias do PCP

Jerónimo de Sousa abordou ainda o tema da lei de bases da Saúde mas não antecipou qualquer garantia do PCP, esclarecendo que "o ponto de partida não foi bom", mas que existe empenho e disposição para "travar este combate com base numa opção de fundo: a saúde é um direito dos portugueses, não pode ser transformado num negócio onde só os poderosos é que beneficiam".

Genro na Câmara de Loures

Questionado pelos jornalistas sobre o caso da reportagem da TVI que revela que o genro de Jerónimo de Sousa assinou um contrato com a Câmara de Loures com valores elevados, o líder do PCP rejeitou as suspeitas de que é alvo e disse "basta".

Jerónimo fala numa pressão inaceitável e provocatória, mas assegura que tem provas dadas. "A minha vida fala por si, a infâmia, a insinuação, o boato são sempre fontes de alimento envenenadas. Quero dizer basta porque a vida clarificará os objetivos de quem desencadeou esta infâmia, esta calúnia, esta dúvida que não acusando vão sugerindo, isso é feio", reforçou.

LEIA MAIS:

- "Tem alguma coisa a ver o dito cujo com as calças?" Jerónimo afasta-se de polémica com o genro

- Reportagem da TVI é uma "despudorada manipulação". A resposta da Câmara de Loures

- PCP acusa TVI de "gratuita provocação" e considera que canal promove o fascismo

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de