Veto à vista, um atentado e a CGD (5 notícias para começar o dia)

O Presidente Marcelo tem um veto em vista - mas não é o pior para António Costa. Na CGD, os trabalhadores não gostam do que estão a ver. Mais um atentado em Istambul. As notícias da manhã na TSF.

1. O Presidente da República tem um veto à vista: não será na lei das 35 horas, mesmo que levante problemas jurídicos e políticos, mas antes na chamada "barriga de aluguer", onde Marcelo não parece disposto a passar um cheque em branco ao Parlamento - face às dúvidas de implementação que a lei tem. A história está aqui contada - com as reservas de qualquer notícia que envolve Marcelo.

2. CGD: Sindicato quer aumento para todos, não só para a administração. A dias do anúncio do novo Conselho de Administração (completo) da Caixa, e um dia antes do Governo anunciar o descongelamento dos salários da administração do banco público, o sindicato da Caixa mostra-se "surpreendido" com tudo isto, enquanto os quase dez mil funcionários continuam com cortes e carreiras congeladas. E não está descansado também com o que pode implicar o aumento de capital do banco (mais despedimentos?). Para já, quer uma reunião com novo presidente.

O banco público vai ser tema do Fórum TSF desta manhã, face ao plano de recapitalização, ao que esta tem custado ao Orçamento (mais do que o BPN e Banif juntos, diz o jornal i) e à ameaça de ontem da Moody's de que pode cortar o rating da instituição.

3. A retoma está "na infância", diz Centeno. Numa apresentação a investidores, em Nova Iorque, o ministro das Finanças falou de uma economia "tímida", mas tentou dar garantias de estabilidade política e de que o Governo está atento aos riscos.

Por cá, Passos Coelho disse isto: "Andam os ministros deste Governo a dizer pelo mundo inteiro 'vale a pena investir em Portugal, invistam em Portugal' e acham que as pessoas lá fora não sabem que quem manda no Governo é o PCP e o Bloco de Esquerda".

E Rui RIo pareceu mais próximo de Passos do que de Centeno - acrescentando que viu uma contradição no discurso do Governo, nos últimos dias.

4. Um atentado no centro de Istambul fez esta manhã pelo menos 11 mortos e 36 feridos. As autoridades do país ainda não identificaram os culpados - nem o atentado foi reivindicado.

5. Seleção: só 17,5% dos portugueses esperam o título europeu. O barómetro desportivo da TSF mostra que só metade dos portugueses ficarão desiludidos de ficarmos pela primeira fase e só um quinto esperam que Ronaldo e companhia saiam de França com o título (para seguir em detalhe aqui).

Estaremos pouco exigentes? O melhor é ouvir os Números Redondos - agora dedicado ao Euro 2016. O João Nuno Coelho dá-lhe os números que explicam porque a nossa seleção tem a obrigação de pelo menos passar a fase de grupos.

PARA OUVIR E VER

Pelé vai a leilão. Hoje em Londres, o maior de sempre do futebol mundial põe à venda tudo o que recolheu ao longo da sua carreira. Agora é que é verdade: Tudo e um par de botas.

Conhece a história da cartomante da SIC? O Miguel Guilherme dedicou-se o Não é Mau de hoje. E diz que a senhora nem a Harry Potter chega.

Já o Fernando Alves dedicou-se ao "code dress" na RAI italiana. Acabaram-se os decotes. "Se a moda pega..."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de