BE quer que Miguel Macedo explique «violência gratuita» sobre manifestantes e jornalistas

O BE quer que o ministro da Administração Interna vá ao Parlamento com urgência explicar a «violência gratuita» e a «intervenção desproporcionada» dos agentes da PSP sobre jornalistas e pessoas no dia da greve geral.

Ouvida pela TSF, a deputada do BE, Cecília Honório, considerou que as iniciativas agora reveladas pelo ministério são insuficientes.

«Vêm tarde. Os procedimentos especiais nem sequer sabemos o que eles significam exatamente. Relativamente aos jornalistas, é do conhecimento geral que, mesmo depois de terem sido identificados, continuaram a ser vítimas de agressão», disse.

«É insustentável que jornalistas no quadro da sua atividade sejam vítimas de violência por parte das forças de segurança, assim como os cidadãos que se manifestavam pacificamente e que ficaram feridos e foram hospitalizados», acrescentou.

Por isso, o BE entende que o ministro Miguel Macedo deve ir ao Parlamento prestar os «esclarecimentos devidos».

Cecília Honório considerou ainda que atuação da polícia ultrapassou os limites.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados