450 anos d'Os Lusíadas. Ateneu Comercial do Porto exibe primeira edição da obra

Há 450 anos, dos prelos do impressor António Gonçalves, tornou-se pública a primeira edição daquela que viria a ser a maior obra poética portuguesa: "Os Lusíadas", de Luís Vaz de Camões. Este sábado, está em exposição no Ateneu Comercial do Porto.

Mais de uma centena de estrofes, divididas em dez cantos, contam as histórias dos portugueses e dos seus feitos na Ásia. Escrita por Luís Vaz de Camões, "Os Lusíadas" é considerada uma das mais importantes obras literárias publicadas em Portugal. A primeira edição nasceu a 12 de março de 1572. Faz este sábado precisamente 450 anos. No mundo, há poucos exemplares dessa edição. Um deles está no Ateneu Comercial do Porto, fechado num cofre que só abre quando a ocasião assim o exige. Afinal, para o presidente do Ateneu, Rogério Gomes, esta é uma obra demasiado valiosa para estar exposta.

"É o símbolo de um objetivo do clube: ilustrar e permitir aos seus associados terem acesso a obras fundamentais da literatura portuguesa. Com o tempo, esta obra também se tornou o símbolo do Ateneu", explica.

Do património do Ateneu Comercial do Porto faz parte uma biblioteca com mais de 160 mil livros, mas nenhum é tão simbólico como "Os Lusíadas". "É, eventualmente, o primeiro livro que historia Portugal. É uma história um pouco romanceada, mas, pelo menos, é a primeira vez que há uma sequência lógica num único livro de uma parte importante da história de Portugal", esclarece Rogério Gomes. O presidente da instituição sublinha ainda que "o valor literário deste livro é inegável e marca, em Portugal, o início do verdadeiro renascentismo da cultura portuguesa".

Este exemplar da primeira edição de "Os Lusíadas" foi adquirido pelo Ateneu Comercial do Porto em 1904. Custou 170 mil reis (170 escudos). Atualmente, ainda é possível observar os rabiscos que Luís Vaz de Camões fez ao escrever a obra. Rogério Gomes acredita que esse é um fator atrativo para quem procura a instituição. "Temos, regularmente, visitantes que vêm cá só para ver 'Os Lusíadas'. Investigadores, professores de história portugueses e internacionais, mas também há a curiosidade pública. De vez em quando, mostramos o livro a convidados e visitantes", afirma.

Durante este sábado, e para assinalar os 450 anos de "Os Lusíadas", o Ateneu Comercial do Porto está a realizar duas visitas guiadas à instituição, às 11h00 e às 15h00. O exemplar da primeira edição do livro de Camões vai sair do cofre e estar em exposição para quem o quiser ver. Estas visitas vão prolongar-se até ao final do mês de março, de terça a sábado, com duas visitas diárias às 11h00 e às 15h00.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de