A caminho de 2022. Seixal mantém concerto com público, Coimbra festeja à porta fechada

À TSF, o presidente da Câmara de Coimbra ressalta a importância "para a saúde mental" de assinalar a passagem de ano com música. O Seixal é o único concelho do país que mantém um concerto com público. Em Almada, Figueira da Foz, Albufeira e Tavira continua de pé o espetáculo de fogo-de-artifício.

O Seixal é o único concelho do país que mantém, na passagem de ano, um concerto de música ao vivo com público. O concerto é de Carlão, na Zona Ribeirinha da Amora, com entrada gratuita e acesso condicionado à apresentação
do certificado de teste negativo. Para assistir ao espetáculo, deve ser garantida a distância de segurança e os grupos não podem ter mais de 10 pessoas.

O concelho de Coimbra também tem marcado um concerto ao vivo, mas os Quinta do Bill e dois Disk Jockeys vão tocar numa sala vazia. O presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, explica à TSF que o concerto vai ser transmitido em direto nas redes sociais do município.

"O concerto vai ser à porta fechada no grande auditório do Convento de São Francisco. Não quisemos deixar de assinalar, também é importante para a saúde mental das pessoas assinalar com música a passagem de ano e com um espetáculo de fogo-de-artifício de 10 minutos e que é visível de muitos pontos da cidade", adianta.

"Não haverá concentração de pessoas que pudesse pôr em causa alguma questão de transmissibilidade do vírus", garante.

Por outro lado, muitos concelhos, como Almada, Figueira da Foz, Albufeira e Tavira vão manter o espetáculo de fogo de artifício para marcar a meia-noite do dia 1 de janeiro de 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de