"A Casa Grande de Romarigães" vai receber visitas em setembro

Há três novas edições do romance de Aquilino Ribeiro e, a partir de setembro, a Casa, em Paredes de Coura, já vai receber visitas. O presidente da autarquia falou com a TSF ​​​​​​​sobre a iniciativa.

Vítor Pereira fala de um lugar mágico: "A eira, a arquitetura, a luz ao final do dia". Ali tudo se conjuga para o casamento há muito desejado: literatura e território. A partir de setembro, assim se será, quando as obras do núcleo museológico que vão transformar a Quinta do Amparo num merecido lugar de visitação para o comum dos mortais, ou de inspiração, quem sabe, para futuros romances de jovens escritores.

Este é o desejo do Presidente da Câmara de Paredes de Coura, que esta sexta-feira recebe a reedição portuguesa de "A Casa Grande de Romarigães" com a chancela da Bertrand, prefácio de Mário Cláudio e ilustrações de João Abel Manta, e mais duas edições, em galego e castelhano, publicadas pela Kalandraka Editora.

Através das páginas de um dos livros de referência da literatura do século XX, há muitos passos em volta. Vítor Pereira acredita que a partir de setembro possa chegar a Paredes de Coura gente de outros festivais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de