"A guerra é um ato bárbaro que nos ofende a todos"

O Amor é tão Simples tem espetáculo extra no próximo domingo à noite. A receita reverte na totalidade para o Comité Internacional da Cruz Vermelha, que em território ucraniano presta ajuda direta às pessoas afetadas pelo atual conflito. Diogo Infante fala "de um esforço coletivo que pode ajudar a fazer a diferença, ainda que pequena". A sessão extra marcada para as 21h00 tem o valor único de 25 euros.

"O nosso trabalho é algo que está ao nosso alcance, e fazer um espetáculo extra foi algo que me ocorreu, em nome de um esforço coletivo que pode ajudar a fazer a diferença, ainda que pequena." A arte, como sugere Diogo Infante, "tem esse papel de alerta e essa capacidade de congregar emoções".

O ator, que veste a pele de Guilherme de Andrade, personagem principal em "O Amor é Tão Simples", em cena no Teatro da Trindade, em Lisboa, explica que o espetáculo extra "é um gesto de solidariedade para com aqueles que neste momento mais precisam, mas que nada nos garante que não possamos ser nós amanhã. Esta inquietude, a nossa incerteza é algo que nos deve preocupar perante valores que podem estar ameaçados, como a liberdade e a democracia".

25 euros, o preço único do bilhete (mais 5 euros do que o preço das sessões normais), é também a forma de mobilizar o público "para um esforço coletivo", a par com os atores e a equipa, que aceitaram fazer um espetáculo extra no domingo, após a matiné prevista na programação normal desta peça.

Uma comédia romântica que conta a história de um artista que atravessa uma crise meia-idade, mas que vive, apesar da fama e do sucesso, uma profunda solidão. "Estamos nos anos 40, a homossexualidade era crime e ele era gay e não se podia expressar. A peça fala de assuntos sérios de uma forma leve e o público tem sido muito generoso." Um aplauso que o ator Diogo Infante espera conquistar no espetáculo extra de domingo, apelando "à consciência coletiva e cívica, porque a arte tem esse papel de alerta, e a prioridade é marcar uma posição face a um ato bárbaro que nos ofende a todos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de