Agora em Palco...Godot

É a primeira vez em Palco, depois do on line no Teatro Nacional S. João, À Espera de Godot, de Samuel Beckett, está este fim de semana em Almada.

Como se Pudesse determinar o futuro, das encenações, Samuel Beckett deu indicação precisa que não queria música nesta peça, tudo em palavra, mas o encenador desta versão Gábor Tompa, acrescentou-lhe um rif de saxofone, uma borla de Tom Waits.

Se pudéssemos, estávamos agora a ouvir um saxofone.

Em À Espera de Godot, Samuel Beckett dá caminhos preciso, sobre como o actor desve estar e Rodrigo Santos um dos atores da peça garante que é como se Beckett estivesse lá com eles, em palco a mostrar o tempo, a cadencia das palavras.

Encenar mais uma vez "À Espera de Godot", é sempre um desafio a dobrar ou a triplicar, neste caso o ator Rodrigo Santos mostra o clown que há nesta encenação, com as palavras mas também muito com o físico clownesco.

O sentido do sentir mas também o trabalho de ator, diante do abismo no meio da lixeira, no palco em plano inclinado.

Um homem de teatro, para pessoas de teatro, por isso À Espera de Godot, é uma longa e interminável espera e continua, o senhor Godot é capaz de vir amanhã.

Texto de Samuel Beckett, Encenação de Gábor Tompa, Tradução Francisco Luís Parreira, Cenografia e figurinos Andrei Both, Desenho de luz Filipe Pinheiro, Assistência de encenação Manuel Tur, Interpretação João Melo, Maria Leite, Mário Santos, Rodrigo Santos e Vicente Melo, Teatro Nacional São João

À Espera de Godot, do teatro Nacional S.João, pela primeira vez em palco, agora no Teatro Joaquim Benite, em Almada, sábado às 21h00, domingo às 16h00.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de