Ruy de Carvalho: "O privilégio de o poder aplaudir"

Teatro Nacional Dona Maria II vai homenagear ​​​​​​​Ruy de Carvalho.

PorTeresa Dias Mendes
© Arquivo Global Imagens

Não é mistério, mas é obra. Aos 95 anos de idade, Ruy de Carvalho celebra 80 anos de carreira. Na homenagem prestada este sábado pelo Teatro Nacional Dona Maria II, o actor volta a subir ao palco, com a Ratoeira, um texto de Agatha Christie, com encenação de Paulo Sousa Costa. A celebração acontece no mês em que o actor se estreou no TNDM, Novembro de 1947, com a peça Rapazes de Hoje, mas a sua "longevidade e a inventividade" , são, nas palavras de Pedro Penim, luzes duma ribalta, que só os deuses podem alcançar. O director artístico do Teatro diz, por isso, que Ruy de Carvalho " é um rapaz de hoje e um rapaz de sempre. Poder celebrar o Ruy nesta casa, que é a sua casa, faz todo o sentido, porque ele está connosco."

Percorrendo alguns dos êxitos vividos nas tábuas do palco, e testemunhando a sua memória fresca e dedicação à arte de representar, Pedro Penim encontra ainda no exemplo de Ruy de Carvalho "uma lição de como representar e amar esta arte e esta profissão, mas também perceber que o teatro não é um fogo fátuo, é feito de dedicação, há sangue, suor e lágrimas, e o facto de estarmos a celebrar 80 anos de carreira, sublinho este número, é um privilégio. Podermos estar com ele e poder aplaudi-lo. "

Pedro Penin antecipa a homenagem a Ruy de Carvalho

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Para além da representação da peça, às sete da tarde, a exposição Retratos Contados de Ruy de Carvalho: fotografias de arquivo do Dona Maria, pode ser vista até 30 de Novembro. Dezembro será um mês de despedidas, com o Teatro a fazer as malas para percorrer o país durante o próximo ano.

"2023- Odisseia Nacional: Vai ser uma grande festa"

A poucos dias do anúncio da programação para 2023, (o Teatro fecha para obras de requalificação) Pedro Penim antecipa a descoberta do território português, com a casa às costas, numa viagem nunca antes feita. Odisseia Nacional, assim se baptizou o projecto que semeia a programação do Dona Maria por mais de 90 municípios, de Norte a Sul do país, e ilhas " Preparamo-nos para fechar o Dona Maria por 1 ano, é triste deixar de ter casa, mas abriu-se aqui uma janela de oportunidade para circular com os espetáculos, e outros projectos em mais de 90 municípios. E vamos pensar no território, a partir da arte teatral, que tem muito a dizer em relação aos temas da nossa sociedade, olhando de uma forma crítica, que essa também a sua função, e é uma belíssima oportunidade para fazer um retrato do Portugal de 2023."

O anúncio acontece esta quarta feira, dia 30 de Novembro, e inclui entrada livre para uma Festa, com música ao vivo do DJ Moullinex, e uma visita aos bastidores do Teatro, onde o público poderá descobrir zonas normalmente inacessíveis e assistir a várias instalações vídeo espalhadas pelo edifício.

A autora não segue as regras do novo acordo ortográfico

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG