As Cadeiras no Teatro do Bairro

As Cadeiras, é um espetáculo do Teatro do Bairro, a partir de Ionesco, estreia esta noite, de quarta-feira 23 de outubro.

Um Casal de idosos, Ionesco escreveu que seria um casal com mais de 90 anos, aqui neste caso, não são tão velhos, vivem numa casa, rodeada de água, talvez uma ilha, isolados de tudo, é o teatro do absurdo, com encenação de António Pires. O homem quer juntar muitos convidados nesta sala, em muitas cadeiras que estão dispostas para receber toda a gente porque há um anuncio muito importante a fazer, uma mensagem muito forte para a humanidade, mas nunca saberemos o que há para dizer. Sempre chamaram teatro do absurdo às peças de Eugene Ionesco e ele sempre chamou teatro do insólito, que é esta peça, há sempre o insólito a qualquer momento, para um casal onde a idade traz a falta de memória, não saber onde está, o presente e o passado, mas com muito humor. Um casal de idosos, vive para si próprio, com convidados que não se vêm, para uma mensagem que não se sabe, com um orador que não fala, é Ionesco

Texto de Eugene Ionesco. Tradução de Luís Lima Barreto e Fátima Ferreira, Encenação de António Pires. Intérpretes Carmen Santos, Luís Lima Barreto e Rafael Fonseca, Música Miguel Sá Pessoa, Cenografia Alexandre Oliveira, Figurinos Luís Mesquita, Desenho de luz Rui Seabra, Desenho de som Paulo Abelho e Miguel Sá Pessoa, Movimento Paula Careto, Caracterização Ivan Coletti.

As Cadeiras, no Teatro do Bairro, em Lisboa, estreia hoje e fica de quarta a sábado às 21h30 e ao domingo às 17h00, até 10 de novembro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados