Cinco anos de Pedrógão Grande. Festival literário Palavras de Fogo quer homenagear vítimas

O evento decorre de quinta-feira a domingo nos concelhos de Alvaiázere, Ansião, Arganil, Condeixa-a-Nova, Lousã, Miranda do Corvo e Pedrógão Grande. Durante quatro dias haverá palestras, concursos, feiras do livro, espetáculos e exposições, em praias, igrejas, mercados e romarias.

Em homenagem às vítimas dos grandes incêndios que começaram há cinco anos em Pedrógão Grande, arranca esta quinta-feira o Festival Literário Internacional do Interior. Chama-se Palavras de Fogo e vai decorrer até domingo, nos concelhos de Alvaiázere, Ansião, Arganil, Condeixa-a-Nova, Lousã, Miranda do Corvo e Pedrógão Grande, todos eles atingidos pelas chamas, em 2017.

Durante quatro dias, os livros e os escritores irão aos locais mais imprevisíveis, como salienta à TSF Ana Filomena Amaral, uma das organizadoras do evento.

"É o livro que vai ao encontro das pessoas para as ajudar a reanimar e a reverificar esta região que foi tão massacrada em 2017. Isto também é uma forma de festival, não é por acaso que se chama Palavras de Fogo, é uma forma de manter a memória viva para que uma tragédia destas não volte a acontecer. Temos iniciativas em parques, em fábricas, em praias, porque nós queremos sair daqueles espaços onde normalmente se encontram os livros e os escritores e fazer com que eles vão às feiras e às festas. Eles vão ao encontro das pessoas", explica.

O festival celebra, este ano, os centenários de José Saramago, Agustina Bessa Luís e Matilde Rosa Araújo. Haverá palestras, concursos, feiras do livro, espetáculos e exposições, em praias, igrejas, mercados e romarias, e estão todos convidados.

"Vamos ter em Alvaiázere uma caminhada no domingo, que é o último dia do festival, em que vários escritores vão participar na caminhada e vão ler, fazer leituras durante o caminho. É tudo isto que realmente faz com que as pessoas assumam também elas que isto lhes pertence. São concelhos onde manifestações deste género não ocorrem com grande frequência e lançamos aqui o repto a outros concelhos que queiram integrar este festival que as portas estão sempre abertas para os receber. Quantos mais formos, melhor é", acrescenta.

O Festival Palavras de Fogo começa na véspera dos cinco anos sobre o início do incêndio em Pedrógão Grande, que matou 64 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de