Dante, Dali e alguns músicos portugueses entram num armazém de Lisboa...

Um poema épico com sete séculos, 100 gravuras com 60 anos, e a música de Tó Trips, dos Mão Morta e de Teresa Salgueiro, resultam numa experiência imersiva multimédia.

Durante cinco horas vai ser possível assistir à projeção das gravuras de Dali, em tamanho gigante, e a música dos três projetos portugueses vai ajustar-se às imagens e aos textos de Dante Alighieri.

É uma "experiência imersiva multimédia", a definição encontrada por Ana Cristina Baptista, da Art For You, que com a Sounds Good criou este espetáculo único.

A cantora Teresa Salgueiro vai sonorizar o canto dedicado ao Paraíso.

No Inferno, a música será de Tó Trips, um guitarrista com história no rock em Portugal, recentemente ligado ao duo Dead Combo.

Para o Purgatório, a banda sonora será garantida, ao vivo, pelos Mão Morta.

Ana Cristina Baptista diz que, para já, este será um evento único, mas admite já estar a estudar a possibilidade de ele voltar a acontecer, no futuro.

A Trilogia de Dante: a Arte de Dali e a música contemporânea, acontece dia 9 de outubro, a partir das 16h, no Armazém 16, em Lisboa, na zona de Marvila.

A entrada custa 13 euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de