Dia Mundial do Livro assinalado em Mirandela com 900 livros pendurados em árvores

Em Mirandela, os livros "nascem das árvores" esta sexta-feira.

Colher 900 livros pendurados em árvores distribuídas por 30 freguesias. É este o desafio que está ser promovido pelo Município de Mirandela, no distrito de Bragança, para assinalar o Dia Mundial do Livro.

A iniciativa denomina-se "Livros que nascem nas árvores" e a população é convidada a escolher gratuitamente um dos exemplares que fazem parte do espólio da Biblioteca Municipal.

"Já em 2020, o Município de Mirandela tinha colocado à disposição de quem passou por alguns jardins da cidade, cerca de 150 livros. Agora, a iniciativa alarga-se a todo o concelho com 30 livros pendurados em árvores que estão em locais emblemáticos de cada uma das 30 freguesias do concelho", conta a vereadora da cultura do Município, Vera Preto.

Esta ação simbólica e peculiar "pretende reforçar os hábitos de leitura, através de um ato simbólico de colher cultura e informação, sem esquecer a importância do livro também neste período pandémico", adianta.

As obras literárias pertencem ao espólio da Biblioteca Municipal de Mirandela que agora "são entregues gratuitamente a quem os colher".

Tito Resende soube da iniciativa e esta manhã apressou-se a colher o primeiro livro. "Achei a iniciativa muito original, e ao passar dei uma vista de olhos e o que me saltou à vista foi este com quatro histórias compiladas num só livro", conta.

O próprio presidente da junta de freguesia de Mirandela, Vítor Correia, aproveitou para escolher um exemplar. "Tirei um da Alexandra Herculano sobre as estratégias do desenvolvimento para Portugal"

Por Mirandela, hoje, estão pendurados nas árvores do concelho 900 livros à espera de serem colhidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de